Das dores de todos nós


Assim como vocês também tenho batalhas imensas e tsunamis que vêm para arrastar tudo que construí , os meus sonhos e as minhas crenças em relação à bondade verdadeira das pessoas neste plano material

Mas, decidi anos atrás, que não importa o tamanho dos muros, não importa o que virá na surdina me golpear de surpresa, sim, vou me abater, vou chorar, mas acima de tudo jamais parar!!!

Aprende-se a suportar as dores e a não deixar que a situação piore, simplesmente por que não deixamos de bater metas todo Santo dia, para chorar escolha as noites de descanso, e ao amanhecer o dia, continue chorando se o coração pedir, e redobre esforços para chegar em pontos acima dos limites que não imaginava ter, então, a cada dor, aprenda mais sobre a sua força . Pode crer, quem avança com pesos, uma hora o peso vira pena, e assim a vida vai, entre altos e baixos, nem felicidade nem dor duram para sempre

São como as Estações.... passam

Nenhum comentário: