Autoengano


Não é fácil admitir, afinal ele está sempre presente em nossos dias cansativos, o autoengano  aparece naquele momento em que disfarçadamente você acrescenta alguns minutos a mais como brinde, para dar aquela sensação de objetivo cumprido, assim torna menos ansiosa a cobrança por resultados, afinal você foi capaz de cumprir seu cronograma diário ou semanal, pensa consigo: agora posso ter aqueles “minutos de descanso e dispersar”, como se não tivesse descansado enquanto brincava de estudar.



Nesta semana ao realizar uma bateria de exercícios num site me peguei praticando o autoengano, sabotando minhas avaliações para não me sentir tão inútil, tudo começo quando comecei a  errar consideravelmente eu me vi olhando as respostas através de comentários de outros participantes da questão antes de respondê-la, assim  minha média não teria aquela queda brusca que estava tão explicitamente anunciada. Mas refletindo bem a quem estou enganando?Uma pequena trapaça para quem está cansado de ver pouco resultado ou pior ainda, ver um decréscimo no aproveitamento.



Precisamos nos manter sóbrios em relação a isso. Querer usar de artifícios para promover um ilusório rendimento é querer se jogar de um prédio e pensar que vai voar só porque aquele dia venta muito forte. Ou seria aquele regiminho que nunca começa, sabemos da necessidade e dos benefícios, mas sempre deixamos para próxima segunda, após um fim de semana de  exageros entraremos no eixo, resultado nunca entramos no eixo e vamos deixando a vida nos levar. 



Outra atitude que posterga ainda mais nossa aprovação é nunca começar uma meta. Existem algumas que são verdadeiros calos, mas hoje em dia se você quer ser aprovado precisa buscar não um bom desempenho, mas um excelente desempenho em cada matéria. E lá vou eu e meu autoengano tentar aprender matemática. São poucos minutos tentando resolver poucos problemas e logo minhas duas horas diárias são roubadas e nem se quer tento compensar com outras matérias. Eu me perco em minhas divagações e ansiedades...



Precisamos refletir muito sobre nossas atitudes. Será que tenho estudado com seriedade? Tenho me avaliado sem dar chances para meus acertos? Afinal de contas quem estou enganando ao verificar a resposta quando não sei? Seria tapar o sol com a peneira no dito mais popular. Devemos evitar os excessos, nos estudos não há espaço para camuflagens ou dissimulações. Enganar-se diante da banca é como entrar numa cova de leões vestindo aquela roupa de carnes da Lady Gaga e achar que vai sair vivo...rsrs
Analisar de modo consciente como estamos levando nossos estudos é fundamental. Quando escondemos a verdade só agravamos nossa situação. Como fala a música de Túlio Dek “ O que se leva da vida, é a vida que se leva”...se você levar uma vida de enganos terá resultados enganosos e infelizmente não dá para mentir quando tiver que provar para banca sua capacidade: a aprovação estará comprometida no certame que estiver concorrendo e depois  chorar não vai adiantar.




Bom final de semana!!!

Abraços!!!


Nenhum comentário: