Por Catia: Perder uma batalha, não significa perder a Guerra.

A gente se arrisca porque gosta de chorar de vez em quando. (sarcasmo), a verdade é que um choro expressado pela alegria.
Se arrisca mais forte ainda porque gosta mesmo é de sorrir, digo eu, que não gosto (nem um pouco) do verbo perder....
Perder o riso. Também não gosto do verbo prender. Prender o choro. Prender o grito. Prender a alma.
Faz a gente deixar de ser gente. Prefiro dar.
Entregar. Partilhar. Entrelaçar."
Sem saída, sem preferir, desprendidamente e por obrigação, desistir, se libertar, e recomeçar.

Um comentário:

Anônimo disse...

Na enfermagem chegam os pais com um bebê nos braços e uma receita na mão e um deles diz: - Esse médico é louco olha só esta receita, aqui diz aplicar meia gota de soro, joga a receita no chão e vão embora
A enfermeira pacientemente pega a receita, chama o pai, pede para que ele fique brincando com o garoto enquanto prepara a medicação
Pega uma seringa com agulha, põe a medicação, se aproxima da pia, e aperta pacientemente o embolo da seringa, olhando atentamente para a formação da gota, a gota cai e o pai em vez de cuidar do bebê fala que ela tá desperdiçando medicamento.
Ela pacientemente começa a formar uma nova gota e quando esta chega à metade da anterior que havia caído, se dirige ao bebezinho (depois falam que mulher não sabe dirigir e que não tem noção de espaço) e ele lhe sorri olhando pra gotinha (gotinha não é gota é 1/2 gota) e a recebe com ótimo humor.
Os Pais agradecem e a enfermeira os tranquiliza dizendo: A receita é pra paciente, fiquem tranquilos.
Serviço público não é fácil não, tem que ser paciente, sempre falam que o dinheiro vai pelo ralo ...
Bye Bye
Bom Humor a todos!