Eu gosto de gente!!!

Há dias queria postar algo especial, bom, sem chorumelas rs...Sim, porque meus dias estão cheios e vazios: cheios de coisas chatas e vazios de alegrias e bom humor....Ah, a gente cansa né povos de ficar mostrando os dentes sempre, de querer brincar de forte e acaba caindo um pouco...
Então resolvi republicar um texto do qual gosto muito. Nossa segunda casa também serve pra desabafar, mas hoje não quero mostrar minha cara de cachorro que caiu da mudança.....

As pessoas são parecidas e diferentes.
A maior parte gosta de si mais que dos outros.
A maior parte quer ser escutada.
E cada uma delas é um universo de coisa próprias.
Diferentes de todas as outras.
E é muito comum, muito mesmo, que se ponham a me contar detalhes sobre suas vidas, sentimentos, histórias, pouco tempo depois de me conhecer.
Isto se passa com jovens e velhos; com motoristas e faxineiras; com homens e mulheres; com padres e putas; com ingleses e mexicanos; com gays e racistas; enfim. Sem critério.
Mesmo eu sendo assustadoramente sincera. Mesmo eu tendo fama de brava e grossa. Mesmo não sendo condescendente.
Elas me contam suas coisas. E eu dou um monte de palpites e traço um monte de alternativas. Com esta mania de achar solução, de criar mapas de rotas de escape.
E nunca comento com ninguém seus segredos, embora seja faladeira a beça. Mesmo quando detesto aquela pessoa.
Eu gosto de gente. Assim mesmo, no sentido genérico da palavra.
Tem quem goste de máquinas, de construções, de carros, de florestas, de mar.
Eu gosto de gente. De entender gente.
Por isso, acho, falam comigo assim.
Uma vez, um inglês me disse: “Ana, se você se sentar ao lado de uma cadeira, começará a conversar. E, pior, a cadeira vai responder!”.
E eu respondi: “Não, Paul, isto não poderia acontecer com uma cadeira. Mas poderia acontecer com um mudo!”
Eu gosto de gente...


Li em algum lugar certa vez:


Eu gosto de gente grande, gente larga, gente espaçosa - por dentro -gente com varanda, cobertura, pátio e vista, gente ampla, gente latifúndia - produtiva ou não -, gente crescida e crescente, gente expandida, expansiva, gente onde cabe gente dentro, gente em que a gente pode se hospedar, pode morar, deitar e rolar.


GENTE AONDE HÁ VAGAS !"


E completando:


Gosto de gente que se joga, vive e se permite.
Que ao ir embora, só leve o que temos de bom e nos ajude a findar o ruim.
Gente que chora e ri. Que ama e odeia, talvez na mesma proporção.
Que não acredite no destino, mas que o faça acontecer!

Beijos e até a próxima....Povos lindos rs

Um comentário:

Anônimo disse...

Gente!!!
 
http://www.youtube.com/watch?v=m1ddViWTwAs
 
Um grande abraço Gente!