Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Concurseiro que é Concurseiro


CONCURSEIRO QUE É CONCURSEIRO:


1. Separa o edital em itens para facilitar os estudos
2. Risca no edital o que estudou
3. Não estuda por apostilas e as odeia
4. Faz resumos, desenhos mnemônicos
5. Ás vezes se desespera e chora escondido
6. Não bebe sexta porque sábado tem que estudar
7. Não bebe sábado porque domingo tem que estudar
8. Domingo bebe pouco porque segunda tem que estudar
9. Briga com a (o) namorada porque ela quer sair e você precisa estudar
10. Quando sai em horário de estudo fica pensando que deveria estar estudando porque um monte de gente está
11. Fica lembrando dos artigos da Constituição, mesmo na mesa de bar, pra ver se não esqueceu
12. A coluna dói
13. Os olhos doem
14. A cabeça dói
15. Sonha com a posse e pra quem vai ligar contando
16. Tem umas 5 pessoas na lista que não gostaria de saber que você passou
17. Você não vê a hora de contar para elas
18. Liga para um amigo concursando e desabafa porque só ele te entende
19. Sua família acha que você estuda demais
20. Sua família cobra demais
21. Sua família acha que é fácil passar
22. As pessoas vivem perguntando se você já passou
23. Fica nervoso ao ler o edital pela primeira vez
24. Odeia quando tem matemática, raciocínio lógico e atualidades
25. Come muito
26. Ouve as histórias de viagens dos amigos e finge que está feliz por ele
27. Economiza pra pagar livros, inscrições e viagens para prova
28. Sempre está sem dinheiro
29. Sonha com o primeiro salário
30. Não fica mais nervoso nas provas de tanto fazê-las
31. O que você mais estuda é o que menos cai
32. Depois de fazer a prova se sente aliviado e precisa tomar umas
33. Não chora mais com a reprovação
34. Não tem inveja, mas não fica feliz quando os outros passam… porque também queria passar
35. No dia seguinte ao da prova já começa a estudar outro edital
36. Quer sair dessa vida o mais rápido possível.

Um comentário:

Anônimo disse...

Nossos olhos são espelhos que refletem o que temos na alma ...
É assim que vemos o mundo, as pessoas ...
Reflexos de nós mesmos ...
Se ousar julgar outros deixe de lado o rigor da punição ...
Aproxime-se da sensatez da correção ...
Quanto maior a nitidez com que seus olhos mostram tua alma, maior a possibilidade de acerto ...
Talvez a Justiça seja cega para mostrar-nos que não devemos enxergar além do que é necessário: nossa alma, nossa visão, nosso erro, e tudo mais que é somente nosso ...
ajuda-nos a entendermos nossa própria dor ...
possibilitando a renúncia plena ...