Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Pedras no meio do caminho

52 dias para prova TRESP 
No meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

  Carlos Drummond de Andrade 

É inevitável que durante nossa caminhada em busca da aprovação nos deparemos com elas: pedras. Grandes ou pequenas (como às que entram em nosso sapato, causando um desconforto imenso), acabam por vezes nos tirando do foco de qualquer objetivo, tornam-se pela força que damos a ela um empecilho para continuarmos. No meio do caminho tinha uma pedra, e assim  em fração de segundos você estará olhando para ela e se esquecendo do propósito principal de sua jornada.

Pedras sempre existirão no meio do caminho. Você tem uma dificuldade em português ou informática, pedrinha chata, você deve ter cautela, pois muitas vezes caminhamos descalços (despreparados) e se você não seguir com cuidado e pisar ali com certeza irá se machucar, fatal se acontecer na prova.


O poeta deu muita ênfase à repetição da frase “no meio do caminho tinha uma pedra”, ele sabia que determinadas pedras (físicas ou simbólicas) são capazes de resumir uma vida inteira a lembranças desagradáveis. É o caso de quando você se lembra de não ter passado por pouco, houve pedras, você não deu muita importância, a dor era suportável, entretanto o desgaste contínuo o feriu de tal maneira que você acabou sendo sufocado prejudicado e não rendeu o suficiente para ter o seu melhor desempenho.

Durante a preparação você encontrará diversas delas no caminho. Um dia é aquele vizinho com música alta que o incomoda, meu caso particular, é o facebook que o prende de tal maneira que você terá que excluir a conta (meu caso mais recente) se quiser manter-se em uma rotina séria. São pedras que você enxerga e pode se desviar. Outras são parecem jogadas,  tão velozes  que você só percebe quando é atingido por elas (uma dor de cabeça ou um resfriado).

É preciso manter o foco no caminho para evitar que pedras o deixem um tempinho perplexo olhando para elas por um tempo, demasiadamente, desnecessário. Hoje, estamos aproximadamente na metade do caminho para prova. Quando saiu edital teve muita euforia, comemoração, você se dedicava com tanto afinco, mas dias vêm e elas surgem de todos os lados: cansaço, dúvidas, ansiedade, dificuldade em determinada matéria, tempo escasso, trabalho, pressão por parte de todos, notícias de fraudes...Caro leitor, qual a pedra que o incomoda hoje? Vai ficar olhando para ela ou continuar? Você não pode evitá-las, mas seguir em frente esquecer estes acontecimentos só depende de você.

Para ser grande, sê inteiro:nada
Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive. (Fernando Pessoa)

Um ótimo final de semana!

Fiquem com Deus.

Abraços!

Nenhum comentário: