Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Um comentário:

Anônimo disse...

Cheio de artimanhas, o medo voltou, e sussurrou: desista agora, esquece, não adianta, você nunca vai conseguir, é perigoso demais.
A coragem, igual a um leão, urrou: Vamos, nós podemos sim.
Eu decidi ser amigo da coragem que me acompanha dia e noite, sussurrando, urrando, ignorando falsos perigos, incentivando, protegendo, e tantas outras coisas mais que me levam a atingir o meu objetivo, quanto ao medo, não o ignoro, apenas faço como todo menino que tem coragem, coloco meu capuz, levo meu indicador aos lábios e lhe digo: - Silêncio!