Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Por Kalel Jones:Medo de estudar, passar em concurso e logo morrer





A temporariedade da vida faz com que alguns concurseiros temam se privar de tantas coisas para estudar, mas depois não vivam bastante para aproveitar os frutos de seus esforços, então cogitam viver intensamente o hoje, sem estudar. Será que vale a pena não fazer nada por um futuro melhor, apenas por que ele não possa existir?


A temporariedade da vida faz com que alguns concurseiros temam se privar de tantas coisas para estudar, mas depois não vivam bastante para aproveitar os frutos de seus esforços, então cogitam viver intensamente o hoje, sem estudar.
Será que vale a pena não fazer nada por um futuro melhor, apenas por que ele não possa existir?


A morte é algo certo em nossas vidas. O que não sabemos é quando ela irá acontecer! Pode ser que vivamos 100 anos, 30, 40, 50...20 e poucos, só mais 5 minutos. Fim.
Pode ser que soframos um acidente, não morramos e fiquemos com graves seqüelas, que limitem significativamente nossas vidas.
Tantas coisas boas podem ocorrer em nossas vidas, por que dar ênfase a poucas ruins?A mais grave é uma só: a morte. Só uma! Umazinha!
Quantas coisas maravilhosas podemos curtir, após conquistar aquele cargo super bacana?Não as consigo enumerar nem imaginar!
Confessem logo que não gostam de estudar ou que não querem fazer isso por um longo tempo. Melhor assumir isso do que encher a cabeça de pensamentos medrosos.

Estudando ou não, sendo servidor ou não, tragédias e perdas de pessoas queridas ocorrem em nossas vidas. Tragédia talvez não, mas perda é inevitável.
É muito bom passar o tempo com a família (quem tem uma legal). Mas imaginem o caos que seria, se os pais de vocês não quisessem mais trabalhar, não fossem empresários nem aposentados, só para ficar se amando, curtindo a família, os filhos pequenos, o au-au, o passarinho, o vovó etc. Não iria tardar para faltar comida na mesa.
Muitos de vocês são ou serão pais amanhã. Terão condições de dar uma vida confortável a seus filhos? Uma vida sem necessidades? Serão pais que não são frustrados?
Ou não vão constituir uma família, porque não terão condições?

É claro que uma vida boa não é proporcionada apenas com um cargo público. Pode-se dar-se bem na iniciativa privada e no comércio. Mas suponha-se que a única ou última chance esteja no serviço público.
E aí, vão ficar com medinho?

Tem servidor que já foi um grande concurseiro, ganhou um salário ótimo e morreu bem antes dos 40? Tem!
Também já vi uma concurseira esperar, ansiosamente, por 3 anos pela nomeação em um mais remunerados cargos de nível médio, mas, após a posse, trabalhou por cerca de 1 mês, teve um AVC e morreu sem receber o primeiro salário.

Só por isso não vale a pena estudar para concurso?
Não!! Há muitos servidores que trabalho até a aposentadoria, incluindo a obrigatória.

Mudando o foco de exemplo...
E se Arnold Schwarzenegger, sabendo o efeito que o tempo causa no corpo, desistisse da idéia de malhar?


Mas ele não desistiu, ficou famosão, fez filmes legais, ganhou uma boa grana e ainda é reconhecido até hoje, embora não tenha mais aquele corpo.

Voltando ao tema estudos:
Não conheço ninguém que tenha se arrependido de estudar. Pelo contrário, o que vejo é arrependimento por não ter estudado. Ao final de provas objetivas, já vi estranhos lamentarem não ter estudado. “Estava fácil. Deveria ter estudado!”. “Queria ter estudado!”. Já vi até mesmo concurseiros que foram aprovados em um concurso demonstrarem o arrependimento por não terem estudado anos antes. Não o fizeram porque não acreditavam que passariam ou porque ficaram mesmo aproveitando a vida.
Mas ninguém precisa deixar de aproveitar a vida, só porque tem que estudar, a não ser que queira ficar 24h só envolvido com lazer e descanso.

Ter medo de um futuro inexiste pode abalar...
Mas a tremor de chegar ao futuro, não gostar do respectivo presente e se arrepender da construção que não fez no passado pode ser bem maior.

Mas sempre é tempo de começar ou recomeçar a construir uma vida mais agradável e tranqüila.
Pode fazer agora, pode adiar, pode nunca fazer. O importante é se sentir realizado.
Mas, se você é concurseiro, tem que estudar, né?! Um dia, você pensou em ter um cargo público. Logo isso se tornou sua meta. Se não se esforçar, esse objetivo pode assumir uma lacuna em seu caderno de realizações na sua vida.




Vai só ficar esperando a sua vez?

4 comentários:

CatiaPipoca disse...

Nossa!! Um dos textos mais belos(reflexivo) que vc já escreveu! Matou a pau mermão!! Hora propícia!! Perfeito. Penso exatamente isso. Não ficar pensando no que vai acontecer amanhã. PENSAR NO HOJE. FAZER HJ..o futuro pertence a Deus!!
PARABÉNS!

Carlos Amaral disse...

Irmão!!! Mandou bem pra caramba!!! Quando eu crecer quero escrever bacanudo assim igual a tu, rapá!!! rs... Essa dúvida passa pela cabeça de 110% dos concurseiros, com certeza!!! Atire a primeira pedra quem nunca pensou em desistir, por causa do trabalho, família, vida social... Toda mudança exige sacrifício, comprometimento... Aliás, tem uma historinha q eu ouvi numa palestra, sobre comprometimento, q eu não vou esquecer nunca! Fala sobre a diferença entre compromisso e comprometimento. Se vcs acharem q vale a pena, ela vira post aqui! Aliás, eu tenho q voltar a escrever (apesar de q eu acho q não estão sentindo muita falta dos meus escritos.. rs...)
Um grande abraço, irmão! Bjs e abraços a todos do blog!

Kalel Jones disse...

Pipoca, que bom que vc gostou!!
Obrigado!!
Beijos

Kalel Jones disse...

Carlos,...rss
Seus textos e mensagens são super bacanas, também! Você pequeno é igual ou melhor que eu. Quando crescer, vai me pôr no chinelo!rs Os meus apenas uns ou outros são bons!rs Preciso melhorar muito!
Sobre seu sumiço, claro que sentimos a falta dos seus textos! Mas respeitamos os compromissos de cada um. Nem sempre dá para postar alguma coisa. Então cada um posta quando der. Tem aqueles que postam um vez por mês. Uma vez a cada 3 meses. Em semanas... Não pega nada!
Quando você quiser soltar o seu artigo sobre “compromisso e comprometimento”, não precisa nem pedir!
O que você achar que valha a pena, poste! Não precisa da nossa confirmação!rs
Sinta-se livre, amigo, você é autor!rs Suas idéias são sempre bem-recebidas, por isso foi convidado para ser autor!rs
Obrigado pelo elogio de meu artigo!
Abraço