Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

INSS: Decreto garante as condições para a ampliação da rede de atendimento.

INSS: Decreto garante as condições para a ampliação da rede de atendimento
Todas as 720 novas Agências da Previdência Social têm agora cargos que garantem o seu funcionamento
25/08/2011 - 12:54:00


Da Redação (Brasília) – O Plano de Expansão da Rede de Atendimento da Previdência Social (PEX) está garantido. A presidenta da República, Dilma Roussef, assinou o Decreto 7.556 - publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (25) – que aprova a estrutura regimental e o quadro demonstrativo dos cargos em comissão, das funções gratificadas e das funções comissionadas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A aprovação da estrutura regimental e a obtenção de 626 cargos e funções de confiança garantem a implantação e o funcionamento das novas 720 Agências da Previdência Social (APS) que estão sendo construídas em todo o país. Dessas, 71 novas APS já estão em funcionamento.

O Ministério da Previdência Social (MPS) e o INSS estão construindo novas unidades de atendimento em municípios com mais de 20 mil habitantes e que não contam ainda com a presença da Previdência Social. O Governo Federal entra com toda a estrutura e os governos municipais, em contrapartida, doam os terrenos para a construção das agências.

Segundo o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, a construção das novas unidades de atendimento irá estender a presença da Previdência Social a 1.670 cidades brasileiras. Isso proporciona mais comodidade às populações dessas cidades e de municípios vizinhos, que não irão mais precisar percorrer grandes distâncias em busca de atendimento previdenciário, com economia de tempo e dinheiro.

Além da expansão da rede de atendimento, todas as unidades já existentes estão sendo reformadas, ampliadas ou transferidas para prédios próprios. O total de investimentos para a expansão e recuperação da rede é de R$ 1,1 bilhão.

Informações para a Imprensa
(61) 2021.5113.
Ascom/MPS

Fonte: Previdencia.gov.br


Nenhum comentário: