NADA MUDA SE VOCÊ NÃO MUDAR!




Ás vezes é dificil encontrar coragem.
Mesmo sentindo que determinado padrão pre
cisa ser mudado, que não estamos felizes indo por alí, incomodados com os resultados das nossas escolhas, como encontrar coragem para mudar ?
Sim, porque muitas vezes mudanças implicam em quebra de vínculos, novas tentativas, reconhecimento de erros e riscos. Ninguém quer arriscar !
Melhor ficar como está, por pior que seja, do que enfrentar o desconhecido e correr o risco de piorar as coisas. Bem ou mal, pelo menos conheço meu terreno e sei que, se eu quiser, tudo permanecerá como está.
Mas esse é o problema.
Ainda que pelo lado de fora ninguém nota, deve existir uma espécie de sensor interno que dispara sempre que não estamos felizes. Seu disparo agudo, continuo, incômodo, permanece até que façamos alguma coisa.
E a coragem ?
Se lembrássemos que corremos riscos mesmo quando não mudamos nada, talvez aprendessemos a arriscar mais, sabendo que o que conhecemos como risco na verdade é o movimento da vida em direção á próxima página. Resistir a ela nos fará mal.
Se soubessemos que, ao enfrentá-los nossos fantasmas diminuem, seriamos mais ousados, lembrando que geralmente nossos medos são criados por nós, a partir de nossas inseguranças e fantasias.
Se quisessemos experimentar mais do que temos experimentado, assumiriamos riscos com a consciência de que, sem riscos, a vida não anda e, parados, somos engolidos por quem vem atrás.
Assim como o tempo nos impõe determinados ciclos de crescimento, amadurecimento e envelhecimento, a vida carrega em tudo possibilidades para que eu mesmo tenha oportunidades de me reinventar sempre.
Nada é estático.
Para ter coragem tente acompanhar o fluxo das coisas. Entenda que as verdadeiras causas não tem a ver com dinheiro e o verdadeiro poder não se parece com o que você pensa que tem.
Para ter coragem, saiba que só vale carregar contigo aquilo que de fato acrescenta em conhecimento e sabedoria, que por mais que precisamos do sustento, ele é só consequência de seu próprio caminho e não o contrário.
Aceite tomar as rédeas da sua vida. Comece a perceber quais movimentos te levam.
Nada acontece de uma hora para outra, então; comece a prestar atenção nas coisas.
Perceba suas falas, reavalie suas ambições, questione seu caminho, olhe para as pessoas que estão a volta e tente discerni-las: quais estão com você e quais só te acompanham por meras circunstâncias. A do primeiro grupo deve ser valorizada.
Caminhe em direção a si próprio e tenha calma, a coragem virá.
E quando acontecer, não se importará mais com o que os outros pensam, se preocupará só com o agora sem se consumir com o dia de amanhã, entenderá que tudo o que tem para ser vivido, deve ser no dia chamado hoje e, nele, caminhará em paz.
Sem medo de mudanças, consciente de que nada é estático e grato pela possibilidade de se reinventar, ser quem quiser ser o tempo todo.
Continue caminhando, preste atenção; a coragem virá!"




(Blog Flavio Siqueira)

Nenhum comentário: