Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Saiba o que ainda vale estudar às vésperas do concurso dos Correios



Os Correios realizam neste domingo (15) as provas para 9.190 vagas de nível médio e superior. Mais de 1 milhão de pessoas se inscreveram para a seleção. Às vésperas do exame, o G1 ouviu professores de cursos preparatórios sobre o que ainda vale a pena estudar, considerando as disciplinas a serem cobradas no edital para agente, de nível médio, e as matérias consideradas conhecimentos básicos na seleção para os cargos de nível superior e os de técnico de segurança no trabalho e auxiliar de enfermagem (nível médio).

Os especialistas apontaram tópicos que merecem serem revistos (veja  abaixo). Eles dizem que a melhor forma de testar o conhecimento é resolvendo questões de provas anteriores. É o ideal para treinar inclusive informática, uma das disciplinas que serão cobradas para todos os cargos -para analistas de sistema, ela entra em conhecimentos específicos. "Como na prova objetiva não há computador, nesta reta final, o candidato não deve estudar informática no computador, mas resolvendo questões de provas anteriores", aconselha Carlos Alberto de Lucca, coordenador geral do Siga Concursos.

TÓPICOS-CHAVE NO CONCURSO DOS CORREIOS 
 
Cargos de agente (nível médio)

- compreensão e
interpretação de textos;
- concordância verbal, nominal;
- crase e acentuação
 

- regra de três;
- divisão proporcional;
- equações;
- porcentagem;
- juros simples e compostos;
- máximo divisor comum (M.D.C) e mínimo múltiplo comum (M.M.C);
- sistema de medidas;
- cálculo de áreas

- fórmulas do Excel;
- conceitos de internet: protocolos de segurança e sites de relacionamento
 
 
Cargos de analista e outros de nível superior + téc. de segurança e aux. de enfermagem

- compreensão e
interpretação de texto;
- gramática (nível médio)
- Novo Acordo Ortográfico (nivel superior)

- conceitos de internet: protocolos de segurança e sites de pesquisa;
- pacote Office;
- BrOffice (ensino superior)

- compreensão de textos
- "neither"/ "nor" - que dão significado negativo a
sentenças afirmativas;
- falsos cognatos, como "actually"

- estatuto da ECT;
- características gerais e normas constitucionais aplicadas aos agentes públicos;
- diferenças entre autarquias, fundações e empresas públicas
Fonte: Academia do Concurso, Centro de Estudos
Guetta de Moraes, Centro de Estudos da Língua Portuguesa, Concurso Virtual, Curso Epius
Robortella, Siga Concursos

 
 
Cuidado na leitura de questões
Português também será cobrado de todos os cargos; para formados em letras, será considerado conhecimento específico. Os professores recomendam apostar na interpretação de textos.
"Uma dica importante é ler as questões antes do texto, para direcionar a leitura. Há casos em que foi dado o texto e a questão referente era de gramática, que utilizava uma frase do texto, mas não exigia a leitura [de todo o texto] para a sua resolução, lembra De Lucca.
Em inglês, que será cobrado no edital para cargos de nível superior e médio (técnico de segurança no trabalho e auxiliar de enfermagem), também é recomendada atenção com o texto e eventuais "pegadinhas".
"Lembre-se que em inglês algumas sentenças, mesmo estando na afirmativa, podem ter um significado oposto -ou seja negativo- se aparecerem as palavras 'neither' ou 'nor' no contexto", destaca Carlos Eduardo Harmel, do Curso Epius Robortella.

'Parece mas não é'
Outro conselho de Harmel para a "última hora" é dar uma olhada nos falsos cognatos, "aquelas palavras do tipo parece mas não é". Ele dá como exemplo o termo actually, "que muitos traduzem como 'atualmente', mas, em verdade, significa 'realmente' ou 'efetivamente'".
Os professores também deram dicas sobre matemática, que será cobrada no edital de agente dos Correios (nível médio), e Administração Pública, que consta no edital para cargos de nível superior e médio. Nesta última, eles são unânimes em aconselhar a leitura do estatuto da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

Na véspera da prova
É preciso, porém, saber a hora de parar. José Luis Romero Baubeta, da Central de Concursos, recomenda que um dia antes da prova o candidato descanse. "Nada melhor do que uma boa noite de sono para relaxar. Aproveite também este dia para fazer algo prazeroso", sugere.
Além disso, lembra ele, é importante seguir procedimentos básicos como fazer uma alimentação leve na véspera, certificar-se com antecedência se conhece o local de prova e sabe como chegar lá, além de conferir o material necessário como documento de identidade, cartão de confirmação, caneta e lápis, antes de sair de casa.
"Ao receber a prova, confira o material. Antes de responder as questões, leia com atenção todos os enunciados. Isso faz uma grande diferença", diz Baubeta. "A orientação é para começar pela matéria que o candidato tenha maior dificuldade". O professor lembra que o candidato deve reservar os últimos 30 minutos para marcação do cartão-resposta. "Faça isso com tranquilidade, pois esta etapa é decisiva."

Fonte: http://g1.globo.com

Nenhum comentário: