Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Por Ninha: O que você quer pra sua vida?


Nos últimos dias tenho me perguntado isso com frequência.
Mas a última indagação foi: O que eu fiz da minha vida?
Há algumas semanas tenho me sentido extremante triste, deprimida e chateada. Por coisas que aconteceram recentemente ou por coisas que estão acontecendo, pelas decisões erradas do passado.
Então comecei a pensar e analisar cada fato, achando que o balanço ia ser mais frustrante ainda.
Sabe, resolução de fim de ano? Detesto isso rs....mas muitas vezes precisamos fazer uma análise de tudo e ver onde erramos, acertamos, ficamos em cima do muro e bla bla bla.....

E numa conversa com meu chefe, ele me disse uma coisa muito interessante.
Que eu tenho sorte, muita sorte.
Quase morri, quase perdi minha familia...Entre outras coisas não muito agradáveis de se lembrar.
E me perguntou como vejo minha vida hoje.
Respondi: - Sim, reconheço que tenho muita sorte e que de longe minha vida e´como há alguns anos, em todos os sentidos.
E me contou uma história:

Completando me disse: - Ruim você ter que fazer tudo de novo, sendo que já sabe, mas por algum motivo não "passa de ano".
"Quando era criança, fui fazer um exame médico na escola e lá estavam todas as crianças nuas, em fila única. E no último lugar, havia um garoto bem maior, repetente e ficava zoando os outros menores porque ele já tinha pelo nas axilas...Imagine rs....mas depois de um tempo, as brincadeiras por ele ser maior que os outros começou a ficar ruim, era repetente e todo mundo passava de ano e ia em frente, e ele ficava sempre no mesmo lugar"

A vida, os nossos dias são como a escola, temos que passar de ano, evoluir.
Você Ana, tá aqui com a gente há 3 anos, já sabe de tudo, tem o que muitos concursandos queriam, a experiência e vivência de ser servidora, saber a rotina de cartório judicial.
Quando for aprovada em um Tribunal, vai sair na frente de todos porque já sabe fazer o serviço.
E agora eu te pergunto: "NÃO ESTÁ NA HORA DE VOCÊ PASSAR DE ANO?"
Na hora me senti criticada rs....Mas logo ele disse:-Não estou querendo dizer que você tem que ir embora ou que já passou tempo demais aqui rs...Mas que sei da sua capacidade de fazer tudo melhor.

Fui embora naquele dia pensando, que talvez o que me proponho a fazer é pouco demais.
E no que realmente quero pra minha vida e o que tenho feito pra mudar algumas coisas.
As respostas não foram legais rs...quer dizer, o que tenho feito? Muito pouco, perto do que posso de verdade.

É isso povos, olhem pra si e perguntem, o que eu tenho feito, de fato e´ apenas o essencial ou tenho ido além disso.


9 comentários:

Pantoja disse...

Isso, isso mesmo!!!

Sair da "zona de conforto" é extremamante importante quando se quer evoluir, precisamos "passar de ano" a cada ano mesmo.

Belíssimo texto Ana.


Beijos querida e estude que certamente passará no TJ.

CatiaPipoca disse...

Ana, e seu chefe tem toda razão. Há muito mais em vc do que tem nos dado e vc sabe muito bem disso. Hora de despertar, minha linda. O dever e as vitórias te esperam ansiosamente. Keep Walking...

Anônimo disse...

Que chacoalhão p mim tb... bjs a todos. Tati

Vinny disse...

Ana, sabe que também tenho andado assim. Meio triste e a mesma pergunta ecoando em meus pensamentos. O que você fez da sua vida? Nas últimas semanas revi vários amigos que começaram junto comigo a prestar concursos, tinhamos a mesma meta: entrar na PM, hoje minhas metas mudaram, mas todos conseguiram atingir esse objetivo e isso é um golpe duro pra mim, não porque eles venceram, mereceram, mas porque eu não sai de onde estava.

Ouvir coisa do tipo ainda está assim ou ainda não passou. E dentro da gente fica aquela comparação entre nós e eles. Poxa, olha chegaram onde sempre quiseram e estão felizes. Hoje estão bem melhor que eu. Por que não aproveitei a chance? Por que não venci?

Entendo perfeitamente o que sente. Mas é certo que devemos persistir e não deixar que a tristeza roube algumas horas preciosas. Confesso chegar para cumprimentar alguém e ouvir coisa do tipo: ainda não passou? Ou uma pergunta quase em tom afirmativo, no fundo ele já sabia, ainda continua assim? Uiii...

Força e garra!!!

Bjs

Anônimo disse...

Oi Ana!!!
.
a experiência que vc adquiriu como servidora é muito enriquecedora, eu estou começando agora no serviço público e ainda tô mais perdida que cego em tiroteio rs
.
Não desmereça o que vc já conseguiu, é praxe sempre nos cobrarmos e cobrarem a gente por mais e mais resultados... Não deixe que isso detone sua auto estima ...
.
Mas... realmente, chega uma hora que precisamos mudar o que precisa ser mudado pra que coisas novas aconteçam na nossa vida..
.
Desejo a vc toda a benção de Deus e sorte quando prestar novos certames, tudo que vc já aprendeu na prática será de grande valia quando for empossada no cargo que vc quer..
.
F.S.

Brás disse...

Respondendo a sua pergunta, Ninha,
tenho me divertido muito e estudado nada!
Aprovação?
Nada, tbm!
Lamento por isso?
Nenhum, tbm!

Fiz o que queria!



Mas me envergonho da minha situação profissional!rs E não é pouco, não!


Tenho como objetivo passar em concurso público. Mas, como há muitos concursos, não tenho pressa.
Se reprova ou não vou fazer uma prova, sei que tem outro aberto ou para abrir. E assim vou empurrando a vida com a barriga.


Já era para eu estar super bem, mas estou bem acomodado.


Levo uma vida de Peter Pan!


Enquanto estou brincado, é muito bom. Quando paro para me enxergar como adulto, passo vergonha.


Mas ando caindo na real. Ando perdendo certos vícios (ou curtições).


Bem dito o que o professor do depoimento disse: "não somos mais crianças!"



A vida é feita para curtir e estamos certos em fazer isso. Mas temos que criar condições para saciar nossas vontades!


Meu problema é me contentar com pouco!rs

Se bem que eu preciso de grana para sair mais vezes.

Mas a minha maior diversão e o maior vício é barato: a internet.


Mas é hora de crescer!
Amo escrever!
Mas posso fazer isso em um local mais chique, com um computador melhor.


Não gosto de me sentir passado para trás. Não tenho inveja de ninguém. Mas o fato de interromper a própria evolução é atormentador.
Quando vejo pessoas que já estão em um bom lugar ou têm coisas incomuns, eu penso: vacilei! E olhando para trás vejo como fui infantil, apesar de feliz.

Aí vem a baixa remuneração me condenar por tudo de maduro que não fiz. E ainda tenho que ficar muito grato por ela!



A gente colhe o que planta!
Eu só tenho boas recordações para colher!rs

CatiaPipoca disse...

A todos:
.
.

Resumo tudo em questão de Fé ou como alguns prefiram, força de vontade. Quando acreditamos que, apesar de tudo, mesmo á demora, as coisas ficarão bem, se persistir, melhores ainda, é fato que uma hora ou outra a história da vida, mudará; alguns para melhor, outros nem tanto, entretanto a de se convir que, nada neste mundo acontece por acaso. No final, tudo se torna um grande aprendizado, e evoluímos.
-
-
Amigos mais íntimos sabem que tenho uma vida super tranquila e estável, hoje pelo menos minha rotina é assim. Poderia viver tranquilamente sem me preocupar com o futuro( porém a roda da vida nos traz surpresas - previnir ). Ademais Penso que é preciso querer sempre mais, agir mais, lutar por algo a mais. Destarte que estagnar deixa a gente em Estado de depressão, ter metas, sonhar, é o alicerce da alma.
-
-
No fundo somos grandes reclamões.
Reclamões sensatos, penso assim.
Reclamar vez ou outra faz bem, desabafa, e é sinal de que queremos mais do que já temos. Relevante é não menosprezar e sempre agradecer o pão que há em nossas mãos. As demais sonhar e lutar para que um dia possam vir e fazer parte do nosso HOJE: o presente

Ana Crônica disse...

Oi meu povos lindos amado.....é assim mesmo, a gente reclama, chora, fica mals mas a nossa volta temos pessoas, motivos que inerentes a nossa vontade nos pedem e nos obrigam a seguir em frente. E tenho que fazer isso....Adoro vcs....Bjssss

Rita Pessoa disse...

Adorei o texto, tb tenho me sentido assim, um tanto quanto perdida ... Já fui aprovada no Tj e ao invés de estar ainda comemorando essa aprovação, fico reclamando que estou sem ânimo para continuar estudando, mas sei que não posso me acomodar no TJ, quero um concurso federal e preciso lutar por um cargo no federal da mesma forma que lutei por uma vaga no TJ, pq não estou conseguindo mais ???Penso nisso todos os dias e me culpo... Força pra vc !!! Bjs