Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Tire suas dúvidas sobre o concurso dos Correios

Os Correios lançaram novo edital de concurso público para o total de 8.346 vagas e formação de cadastro de reserva para cargos de nível médio em todo o país. Os cargos são de atendente comercial (2.272 vagas), carteiro (5.060) e operador de triagem e transbordo (1.014).

As inscrições começaram nesta quarta-feira (23). O salário base é de R$ 807,29. Do total de vagas, 20% são destinadas a portadores de deficiência (veja aqui o edital).

O concurso que foi lançado na terça-feira (22) no site do Cespe/UnB, organizador da seleção, invalida o anterior que foi revogado no ano passado pelos Correios após disputa judicial.

Veja abaixo como os candidatos do concurso anterior podem pedir de volta a taxa de inscrição e demais informações sobre a nova seleção.

O edital novo dos Correios lançado nesta quarta-feira (23) no “Diário Oficial da União” invalida o concurso anterior?
Sim, o concurso anterior lançado em dezembro de 2009 foi cancelado em dezembro do ano passado. Os Correios decidiram revogar a seleção e devolver as taxas de inscrição após disputa judicial – o Ministério Público Federal (MPF) recomendou que o concurso anterior fosse anulado por conta do contrato com a organizadora Cesgranrio não ter sido feito por meio de licitação. Assim, os candidatos que se inscreveram no concurso anterior devem fazer uma nova inscrição para a nova seleção. A taxa de inscrição é diferente da cobrada no concurso anterior, que tinha o valor de R$ 30. Nesse novo concurso o valor é de R$ 32.

As pessoas que se inscreveram no concurso dos Correios que não foi realizado receberão isenção da taxa de inscrição neste novo concurso?
Não, os candidatos devem pedir a devolução da taxa do concurso cancelado em 2010 de volta até o dia 11 de abril.

Como os candidatos podem pedir a devolução da taxa de inscrição do concurso que foi cancelado?
Os candidatos devem comparecer a uma agência própria da estatal, das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 13h aos sábados. Os valores variam de R$ 30 a R$ 60, de acordo com o cargo. É necessário levar documento oficial de identidade com foto (o mesmo utilizado na inscrição) e, se possível, o comprovante de inscrição. Em caso de o candidato ter feito a inscrição pela internet, ele deve ainda informar o número do CPF e também da identidade. Se a inscrição foi feita por meio de procuração, o candidato deve apresentar cópia da procuração utilizada na inscrição, cópia do documento oficial de identidade do procurador e ainda o documento de identidade original do candidato.

Informações adicionais podem ser obtidas pela Central de Atendimento dos Correios, nos telefones 3003-0100 (para capitais e regiões metropolitanas) e 0800-725-7282 (para as demais localidades).

É possível que esse novo concurso seja questionado novamente pelo Ministério Público?
De acordo com os Correios, apesar de a organizadora Cespe/UnB ter sido escolhida por meio de dispensa de licitação, o que motivou o questionamento do MPF e a ação judicial em relação ao concurso anterior, desta vez o Ministério Público acompanhou todos os processos para a realização do novo concurso e, portanto, não haveria motivo para novos questionamentos.

Como será a segurança na aplicação dos exames?
De acordo com os Correios, a aplicação das provas será acompanhada pela Polícia Federal, devido ao grande número de inscritos previsto – na seleção anulada foram 1.064.209 inscrições para o total de 6.565 vagas.

Os candidatos podem disputar o concurso para dois cargos diferentes se a prova for realizada em períodos diferentes?
Sim, de acordo com o Cespe/UnB, se a prova for realizada na parte da manhã para um cargo e na parte da tarde para outra função o candidato pode se inscrever para ambos, tendo assim que pagar por duas inscrições. Para atendente comercial e operador de triagem e transbordo a prova será no período da manhã e para carteiro, no período da tarde. Portanto, o candidato pode prestar o concurso para atendente comercial e carteiro ou para operador de triagem e carteiro.

Candidatos podem optar por concorrer a cargos em outro estado ou é necessário que eles prestem o concurso no seu estado de origem?
Sim, o candidato pode prestar concurso no estado de interesse. De acordo com o edital, o candidato aprovado no concurso público terá classificação por cargo/atividade/diretoria regional/localidade-base, de acordo com a sua opção no momento da inscrição. Em caso de não existência de candidato inscrito ou se não houver candidato classificado em uma ou mais localidades-base de determinada Diretoria Regional que tenham vagas restantes, poderão ser convocados os aprovados nas demais localidades-base da mesma Diretoria Regional, sempre obedecendo à ordem de classificação no resultado final do concurso público.

Qual a previsão para posse dos candidatos?
Como o concurso será realizado no primeiro semestre deste ano, é possível que os aprovados comecem a ser convocados ainda em 2011.

Há previsão de outro edital este ano?
Sim, os Correios devem lançar outro edital em breve para cargos de nível superior para 796 vagas de analistas de correios e 48 para profissionais de medicina e segurança do trabalho (analista de saúde, auxiliar de enfermagem do trabalho, enfermeiro do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho, médico do trabalho e técnico em segurança do trabalho).

http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2011/03/tire-suas-duvidas-sobre-o-concurso-dos-correios.html


Nenhum comentário: