Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

PARA CONTINUAR REFLETINDO....

Esta última mensagem me fez lembrar a famosa poesia...  



    No meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.
      Carlos Drummond de Andrade © Graña Drummond 

Um comentário:

Anônimo disse...

Sentados à beira do caminho, eu e meu cachorro estamos a observar ...
Há uma pedra no meio do caminho ...
Meu cachorro late, e a pedra não sai do lugar, e eu, sentado, observo ...
Meu cachorro puxa a coleira, quer ir em direção à pedra, e eu, apenas observo ...
De tanto o meu cachorro insistir, me aproximo da pedra, eu e ela agora somos um, e continuo a observar ...
Meu cachorro tinha razão, agora há apenas um a estorvar o caminho dos que passam, a servir de apoio para os que querem subir e enxergar o fim do caminho ...
Estorvo ou ajuda passo a meditar ...
No meio do caminho tinha um estorvo ...
Tinha uma ajuda no meio do caminho ...
No meio do caminho tinha uma ajuda ...
Tinha um estorvo no meio do caminho ....
Nunca me esquecerei que no meio do caminho encontrarei estorvos ...
Nunca me esquecerei que no meio do caminho encontrarei ajuda ...
Nunca me esquecerei da ajuda ...
Nunca me preocuparei com os estorvos ...
Me levanto e sigo o caminho, pois, estorvo, ajuda, ou seja o que for, eu posso escolher ser, a pedra não .
.
.
(☼_☼)