Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

INSS: Ministro negocia abertura de concurso

Com exclusividade, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, confirmou à FOLHA DIRIGIDA, em Brasília, que negocia com o Ministério do Planejamento a realização do concurso público para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para os cargos de técnico e analista do seguro social, em princípio, suspenso pelo governo federal, assim como outras seleções, em virtude do corte de R$50 bilhões no Orçamento da União em 2011.

Segundo o ministro, a contratação de novos servidores é estratégica para a implantação do Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX), que prevê a criação de 720 agências até o fim de 2012. "Nós estamos realmente negociando isso, mostrando que temos em andamento a construção de 256 agências e que para esse plano de expansão é imprescindível novos funcionários. Estamos tentando viabilizar isso", frisou , após a abertura do seminário "O Futuro da Previdência no Brasil",na última quarta-feira, dia 16.

Garibaldi acrescentou que as 61 unidades construídas até o momento contaram com o remanejamento de servidores das já existentes, mas que essa medida não poderá durar para todo o plano.

No início do mês, o presidente da Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps), Paulo César Regis de Souza, já havia falado sobre a disposição do ministro da Previdência Social em abrir um canal de negociação com o Planejamento. O INSS solicitou autorização para preencher 10 mil vagas (8 mil para técnico e 2 mil para analista), até 2014, sendo 2 mil ainda este ano.

Além de adequar a estrutura da autarquia à expansão da rede, a seleção tem como objetivos minimizar o déficit de mais de 10 mil servidores e repor as vacâncias por aposentadoria (atualmente, 7 mil funcionários já têm esse direito), demissões, exonerações e óbitos, entre outros.

Sobre a possibilidade de o INSS ter o seu pedido atendido, após o estudo que o Ministério do Planejamento realiza para apontar possíveis exceções ao adiamento de concursos para o Executivo federal este ano, sobretudo, porque a presidente Dilma Rousseff solicitou especial atenção com a expansão da rede, Garibaldi mostrou otimismo. "Pois é. Isso é o que me faz animado no sentido de obter essa exceção. Toda exceção à regra não é fácil. Mas estou bastante confiante de que possamos alcançar isso ainda este ano."

Requisitos - O cargo de técnico requer o nível médio (antigo 2º grau), com vencimentos iniciais de R$2.980. Além disso, há uma gratificação de desempenho, que pode elevar a remuneração a R$3.280. Já para analista do seguro social, a exigência é o nível superior, em diversas áreas. A remuneração é de R$4.917. Com a gratificação de desempenho, os ganhos poderão ser elevados a R$5.580.

Último concurso - A Advocacia-Geral da União (AGU) impediu, na Justiça, a prorrogação do prazo de validade por dois anos do concurso realizado pelo Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) em 2007. Com isso, não há empecilho para a realização de um novo concurso para o INSS (técnico e analista), caso a Defensoria Pública da União, em Sergipe, não consiga reverter a decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em 2ª instância, e estender a validade da seleção até abril de 2011.

Fonte: Folha Dirigida


3 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia Cátia!
Conheci seu blog a alguns meses e desde então leio-o diariamente.
Estou estudando para o concurso do INSS, mas estou prestes a mudar de estado, atualmente moro no Pará, minha grande dúvida é se posso me inscrever para concorrer a vaga aqui no Pará, fazer a prova aqui, mas disputar pela vaga de outro estado.
Desde já agradeço a atenção.
Adriana
Belém / Pará
bjsbjs

CatiaPipoca disse...

Seja sempre muito bem vinda, Adriana.
Se o certame for como da última vez, regionalizado em nível Nacional, poderá optar pela Cidade assim que fizer a inscrição e fazer a prova na Cidade onde estiver residindo, com ctz.
Boa sorte querida.

Rogério Brum disse...

Ótima notícia! #agoravai