DÚVIDAS MAIS FREQUENTES ENTRE OS CONCURSEIROS

Prof. e Mestre William Douglas responde:


1) Quem passou em concurso dentro da quantidade de vagas descritas no edital, tem a garantia de convocação durante o prazo de vigência do concurso?

A jurisprudência vem se inclinando para o reconhecimento do direito do candidato, aprovado dentro do número de vagas anunciado pelo edital, de ser convocado. Existem precedentes do STJ nesse sentido. Não faz nenhum sentido haver a vaga, o concurso, o aprovado... e a Administração Pública não preencher o cargo, em prejuízo de todos, desde o aprovado até a população/sociedade, que precisa e tem direito ao serviço a ser prestado. O caso concreto também pode ser levado ao Ministério Público, que eventualmente adotará providências judiciais dentro de suas atribuições

2) Concurso para "quadro de reserva" - é obrigatória a convocação de quem se classificou?


Essa é uma questão um pouco mais complicada. Se o "quadro de reserva" é utilizado como uma forma de evitar descontinuidade no serviço público, ele é uma prática tolerável e até benéfica. Mas o que tem acontecido é a realização de concursos para montar "quadro de reserva" como um expediente malicioso para driblar o posicionamento mais recente, adotado pelo Judiciário, de tornar obrigatória a convocação dos classificados. Pensamos que a única razão legítima para a realização de um concurso é a necessidade, atual ou iminente, de preencher vagas em cargo ou emprego público. O cadastro de reserva não pode virar uma rotina ou ser utilizado com objetivos escusos. Daí, dependendo do caso concreto, a ser analisado por um advogado ou defensor público, ou eventualmente pelo Ministério Público, pode ser cabível ação judicial.


3) Ter nome no SPC é impedimento para tomar posse em concursos que realizam investigação de vida pregressa?


Não sendo caso de alguém que sistematicamente frustra o cumprimento de obrigações assumidas, entendemos como abusiva a exclusão sumária do candidato pelo simples fato da inscrição do seu nome em algum cadastro restritivo.


4) Passagem pela polícia (Ex.: o rapaz foi preso duas vezes porque quebrou bares, mas nunca foi a juízo porque ninguém o processou) é impedimento para tomar posse em concursos que fazem investigação de vida pregressa?


Se não existem registros de eventos delituosos, tais como a instauração de inquérito policial, por exemplo, o poder público simplesmente não terá razão oficial para impedir o ingresso de pessoas com esses comportamentos


5) Qual a diferença entre os livros “Como passar em provas e concursos” e o “Guia de aprovação em provas e concursos”?


O primeiro é a obra completa, bem detalhada em 558 páginas + DVD de palestras; o segundo é o resumo, com os pontos principais do primeiro livro em 175 páginas e sem o DVD. Muitos estudantes não têm condições de comprar a obra completa, por isso, para ajudá-los, idealizei uma obra menor, mais barata, com os pontos principais da primeira.

06) Devo abandonar o trabalho e me dedicar apenas aos estudos?


A resposta rápida é a seguinte: se você tem condições de se dedicar integralmente ao estudo, dedique-se. E não desperdice tempo e oportunidades. Mas nem sempre a coisa é tão simples. Conheço casos de quem parou de trabalhar e se estressou demais, e casos de quem parou e deu certo. Não existe regra única.
Minha preocupação, nestes casos, é a pessoa fixar um prazo para passar, por exemplo, por causa da grana que tem disponível (indenização, poupança etc.), e terminar se estressando.
Outra fonte de estresse ocorrerá nos casos em que alguém estiver bancando as despesas e começar a ficar impaciente. Ou seja, se parar de trabalhar vai trazer mais tempo, mas também mais estresse, acho que não vale a pena.
Por outro lado, se a pessoa tem condições de parar de trabalhar e ficar estudando com responsabilidade e flexibilidade, pelo tempo que for necessário (concurso não é para passar, mas até passar), a idéia pode ser boa.
Leia mais a respeito em “Como passar em provas e concursos”.


07) Devo fazer cursinho ou estudar por conta própria?


Cursinho ajuda muito, mas se o aluno não souber extrair o máximo de aprendizado e não tiver um tempo para assimilar a matéria e fazer exercícios, de nada vale! Existem pessoas que fazem cursinho e, ao final, parece que não aprenderam nada. Na maioria das vezes é porque não souberam aproveitar essa oportunidade.
Estudar por conta própria exige material e ambiente adequados, além de compromisso e disciplina.


08) Estudo, estudo e parece que não aprendo nada!


Certamente você não está estudando da forma correta e não está sabendo aproveitar a capacidade de seu cérebro. O cérebro é reconhecido como um dos mais importantes instrumentos para se estudar, todavia é subaproveitado. Para explorar melhor o seu imenso potencial, precisamos conhecê-lo, saber como funciona, ler seu “manual de instruções”.
O cérebro funciona como o mais espetacular dos computadores, com capacidade além da nossa imaginação. Ele funciona em parte automaticamente e em parte mediante programação. A parte que funciona “no automático” admite reprogramação. E é por falta de comandos corretos que a maior parte das pessoas subutiliza esta máquina.



09) Mestre, é normal diante de um grande desafio como os concursos públicos, a gente se sentir incapaz? Eu penso que não tenho capacidade de aprender...
Podes me dizer algo? Contar algum exemplo de superação?
Obs.: (pergunta enviada por e-mail)


Essas idéias ruins são super normais, todo mundo tem isso apesar de nem todo mundo confessar.
Eu tinha direto. Mas é preciso reverter esse quadro para
não desanimar. Aprenda a se motivar e remotivar constantemente.
Se puder, olhe o cap 6 do livro "Como Passar em Provas e Concursos" ou do "Guia de Aprovação para Provas e Concursos", ou, ainda, o livro "Como Usar o Cérebro para Passar em Provas e Concursos".
Veja no meu site os artigos e vídeos.
Você vai conseguir se não desistir, se continuar trabalhando sério e consertando os erros, aos poucos, mas sempre. Faça as coisas certas pelo tempo certo que você chega lá.
Na minha comunidade no orkut, procure "HISTÓRIAS DE SUCESSO" e "LEITORES QUE JÁ PASSARAM", onde vai ver vários que passaram por isso e estão aprovados.
Abração.



10) Gostaria de saber acerca do quadro horário de estudos:



- Quantas matérias devem ser estudadas por dia?
Isso é uma escolha pessoa, que depende da quantidade de matérias a estudar e do tempo disponível. Se forem 5 ou 6 matérias, ótimo, uma por dia; se forem 10 ou 12, duas. O ideal é estudar mais o que se sabe menos. Outro cuidado é evitar matérias demais no mesmo dia, se possível. O mais importante é que você experimente formatos diferentes e veja em qual deles se sente mais à vontade. Algumas pessoas preferem estudar todas as matérias direto, outras preferem primeiro estudar uma ou duas e depois passar para as próximas. Nos dois casos, mas em especial no segundo, é preciso fazer revisões periódicas. PAra mais dicas, olhe meu site, cadastre-se no Informativo e, claro, se puder, assista aos videos no youtube e/ou adquira os livros sobre o assunto. Em breve lançarei um livro específico sobre adminsitração do tempo.


A revisão da matéria já estudada deve ser constante (diária) ou o ideal é deixar passar alguns dias para retomar a matéria já estudada?
No sistema SQ3R existe uma leitura final de revisão. Sempre que se finaliza o estudo devemos rever os pontos básicos, o índice ou a relação dos tópicos abordados e dar alguma atenção aos resumos, quadros e esquemas que eventualmente tenham sido visto e os que em geral estão no final do caítulo ou livro estudado. Fora isso, quando falo em revisão estou mencionando aquele momento em q vc revê as matérias já estudadas antes. O ideal é que as revisões sejam feitas em períodos um pouco maiores que semana ou dia. Ternte fazer uma vez por mes pou por bimestre. Repare se está sendo o suficiente para se lembrar da maior parte da matéria. Quando fizer a revisão nao se preocupe se esquecer algumas partes, a revisão tb serve para isso. Reestude as partes q esquecer. Antes de começar um novo ciclo de estudos é sempre bom fazer revisão do que já estudou. As revisões bem feitas e periódicas aumentam em muito a fixação e o desemepnho. Utilize a realização de provas, simulados, cocnursos reais e redações para treinar e também como forma de revisão. Nao se preocupe se parece muita coisa, isso se aprende a faer com o tempo.


William Douglas

Segue abaixo o chat realizado com William Douglas, após a apresentação da reportagem sobre Concursos Públicos, no Programa Fantástico (Rede Globo). Aqui você poderá esclarecer algumas dúvidas sobre o tema abordado.

William Douglas fala para a platéia: Boa noite a todos, é um prazer estar aqui!


Moderador apresenta a mensagem enviada por Glauber_Koch: Boa Noite Willian...Estou me preparando pra concursos e gostaria de algumas dicas quanto a rotina de estudos e atividades


William Douglas responde para Glauber_Koch: A primeira dica é organizar um quadro de horário e dosar estudo com lazer. O lazer é necessário, mas não deve ser exagerado. Existem sites que ajudam nesta organização, no meu tem bastante dicas, o endereço é www.williamdouglas.com.br


Moderador apresenta a mensagem enviada por Nessa: olá tudo bom?? impor um horário é algo bom???


William Douglas responde para Nessa: Com certeza! Muita gente é contra, mas isso é importante. Você abre mão de alguns prazeres, é uma espécie de trato consigo mesmo para depois estar num cargo melhor.


Moderador apresenta a mensagem enviada por Hpc: Boa noite Doutor William Douglas, por favor qual a melhor estratégia para vencer as 5 horas de provas, o cansaço ? Obrigado desde já.


William Douglas responde para Hpc: Esta pergunta é boa. É estar bem de cabeça, estar tranquilo, emocionalmente equilibrado. Para estar fisicamente bem, precisa de exercício físico. Recomendo caminhada 3X por semana. Outra coisa é o treinamento, é importante fazer simulados onde você treina a resistência física e psíquica.


Moderador apresenta a mensagem enviada por Doug: como saber o melhor cursinho >pré concurso?Como devo associa?Pouso Alegre,MG


William Douglas responde para Doug: Ás vezes o melhor é o que está mais perto de você e você tem condição de fazer. No geral, seriam os cursos que tem um número bom de aprovados. Lembro que o mais importante é a dedicação do aluno, é o que surte efeito. Precisa ver os professores, a carga horária, simulados, treinamento etc. O tempo dá essa experiência.


Moderador apresenta a mensagem enviada por Gil: Não tenho como fazer curso preparatório. Qual a melhor maneira de estudar.?


William Douglas responde para Gil: Sua realidade é a da maioria. Quero dizer que estas pessoas tbém passam em concursos. Procure o melhor material em editoras especializadas e estude em casa. Mto exercício, simulados. O importante é ser esforçado!


Moderador apresenta a mensagem enviada por Luma: Eu tenho dificuldade em pegar um livro e começar a estudar, eu começo a me distrair c om outras coisas, e não consigo prestar muita atenção. Tem algum truco para eu melhorar?


William Douglas responde para Luma: A questão de concentração é importante. Quando a pessoa está começando, ela não aguenta passar mtas horas estudando. A primeira coisa é a disciplina e fazer um quadro horário. E depois vai desenvolvendo a questão de resistência ao estudo. No começa a pessoa fica confusa, mas se ela insistir ela vai aprender.


Moderador apresenta a mensagem enviada por Challita: Qual a melhor maneira de estudar na véspera do concurso? Challita - Curitiba


William Douglas responde para Challita: Aí eu diria que tem duas correntes, eu penso que na véspera é preciso relaxar, sem fazer nenhum absurdo. Mas têm pessoas que recomendam o estudo. Penso numa coisa leve, sem mto esforço. Quem beijou, beijou porque o caixão já está fechado. rs É preciso calma e ver o dia da prova como uma vitória ou como uma oportunidade de melhorar.


William Douglas fala para a platéia: Meu site éwww.williamdouglas.com.br, temos dicas de outros lugares com informações tbém. Tem tbém o www.concurseiros.com.br


Moderador apresenta a mensagem enviada por bhanle: Como organizar os estudos para quem trabalha e não tem muito tempo para estudar?


William Douglas responde para bhanle: A técnica mais importante de estudo é a técnica que a pessoa desenvolve. Uns estudam melhor de manhã, outros à tarde, outros uma matéria por vez, outros tudo junto etc. A maior parte das pessoas que passam são pessoas que trabalham fora e não têm tempo de estudar. A pessoa precisa aprender a organizar o horário e aproveitar o tempo, seja no banheiro, na fila, no consultório, no trânsito etc. Mas tbém é preciso atividade física e descanso.


William Douglas fala para a platéia: Eu costumo dizer que para a pessoa passar ela precisa se livrar se algumas coisas ruins, como o medo e as más influências. Precisa de motivação, seja pela estabilidade, pela família, pelo salário ou qualquer outro motivo. Eu, por exemplo, tirei uma cópia do contra-cheque de um amigo e toda vez que desanimava eu olhava e me enchia de gás. E somar aliados, internet, professores, material e por fim aprender a matéria.


Moderador apresenta a mensagem enviada por Leandro: A grande maioria dos concursos públicos exige algum conhecimento de leis, mesmo quando são relacionados a cargos da área tecnológica, como é o meu caso. É correta a cobrança deste tipo de conhecimento nestes casos?


William Douglas responde para Leandro: Algumas leis eu acho corretas, exemplo a Constituição, que todo mundo têm que conhecer mesmo. Mas independente de ser certo ou não vai cair na prova e você precisa saber. Então trate de aprender e seja objetivo.


Moderador apresenta a mensagem enviada por Lacio: Caro Willian, fale mais sobre a importância da Lígua Portuguesa


William Douglas responde para Lacio: A língua portuguesa é indispensável, cai em todos os concursos e alguns reprovam quem não sabe escrever. As pessoas devem estudar e dar uma atenção especial, mas sem deixar nada de lado. Tem que estudar porque vai passar quem está mais preparado.


William Douglas fala para a platéia: Além do meu site tem a comunidade do Orkut, que é William Douglas, eu costumo responder aos interessados.


Moderador apresenta a mensagem enviada por MarcioRoberto: Aproximadamente quanto tempo precisamos nós preparar para um concurso?


William Douglas responde para MarcioRoberto: Temos alguma médias, têm pessoas que passam em 1 ano, mas tem outras que levam até 8 anos. Concurso não se faz para passar, mas até passar. Não se preocupe com prazo, porque a tendência é que a pessoa fique tensa conforme o tempo passa. Se concentre em levar com seriedade e não desista até passar!


William Douglas fala para a platéia: O nervosismo é resultado do cara ter obrigação de passar, estar preocupado com o que as pessoas vão pensar, estar tenso etc. Nem sempre você vai ser aprovado, eu fui reprovado 6 vezes e cada vez eu pensava no motivo disso. Cada reprovação é resultado do processo de aprovação. Quem vai com o mundo nas costas não passa. Agora, o cara que vai mais tranquilo rende mais. O cérebro não trabalha tanto com palavras, trabalha mais com imagens e emoções. Quem está se preparando precisa colocar na mente as coisas que ele quer que aconteça. No dia da prova, passe um filme na sua cabeça de você calmo e tranquilo, que seu cérebro vai processar isso. Mta gente se programa para ser ruim, se auto-agride, se cobra demais. Recomendo estudar, mas tbém programar seu cérebro com otimismo!


Moderador apresenta a mensagem enviada por Maxwell: Qual a principal característica que o estudante deve ter para ser bem sucedido em um concurso público?


William Douglas responde para Maxwell: A principal característica é a capacidade de evolução. A capacidade de consertar as suas falhas. Não passa em concurso quem morre, quem desiste e quem não faz ajustes. É mto importante observar e, o principal, parar, respirar e avaliar o momento espiritual de aperfeiçoar. Isso vale tbém para o estudo, para avaliar a melhor maneira de estudar, o horário, o tempo etc. Vai ter sucesso quem observa as coisas ao redor e faz os ajustes.


William Douglas fala para a platéia: Eu quero agradecer a oportunidade e dizer que continuo sendo um concursando que apanhou mto. Qualquer um pode passar, vou orar mto por todos. Um resumo é "A diferença entre sonho e realidade é a quantidade certa de tempo e trabalho". Não se passa do dia para noite, mas se passa, sim!


Extraído do site Globo.com(http://videochat.globo.com/GVC/arquivo/0,,GO8297-3362,00.html


Nenhum comentário: