Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Dia 01 - Acordando de um pesadelo para buscar um sonho.


Dias desses fiquei imaginando, como seria o diário de um concurseiro? Alguém que precisasse relembrar o que aconteceu de importante durante o dia. O que guarda um diário? Anotações importantes, algumas secretas, não pedem para serem reveladas, são apenas confissões, desabafos, memórias??? Talvez o significado seja mais complexo. Ou simples demais para uma mente masculina compreender. Eu nunca entendi direito como funcionava, mas ouvia uma amiga todo dia, ou quase todo dia, dizer que precisava atualizar seu diário. Para que ela fazia isso? No entanto, quando um dia ela me permitiu ler algumas de suas folhas encontrei algumas onde ela narrava com tanto detalhe o dia em que passamos juntos. Li outras páginas e vi outra história que não lembrava, relembrei como se tivesse revivendo o momento.

Um concurseiro escrevendo já pensou? Como seria hein? Iniciaria assim: querido diário, hoje acordei...opa espera um pouco, querido é um pouco feminino demais. Não sou machista, mas preciso encontrar uma forma mais adequada, afinal sou homem, tenho uma reputação a preservar...então decidi escrever assim:

Sr. Diário, bem melhor , escrevo em suas linhas com o objetivo de manter um firme propósito. Depois de tentar várias técnicas para memorizar o que aprendi durante o dia e fazer uma revisão, folheando um pequeno diário de uma amiga tive uma luz. Seria quase um presente. Hoje quando acordei, na verdade despertei de um pesadelo terrível, era eu um ex-concurseiro. Havia abandonado os estudos no primeiro concurso em que passou: sem plano de carreira, salário baixo, muito serviço ,porém uma coisa era certa, estabilidade garantida e um salário, lembrou das palavras de uma colega de serviço conformada assumida: antes pingar do que faltar... Após várias tentativas, o anúncio da aposentadoria precoce, não parava por ser muito difícil. Alguns problemas necessitavam maiores atenções, voltaria mais tarde, desculpa esfarrapada, apenas eu sabia a verdade, nunca voltaria...

Esse pesadelo, em uma noite chuvosa, foi o estopim para que eu ficasse ali refletindo, olhando o cronograma que havia montado meses atrás, abandonado. A promessa: estudar com afinco para um concurso que sairia em breve. A certeza: iria passar muito bem colocado, pois tinha exemplos, muitos mesmos. De pessoas que se anteciparam, viveram como se tivesse edital aberto, correram contra o tempo em busca de uma eficiência maior nos estudos, conseguiram. Motivado por ver cada um deles superando seus limites, enchi o peito e disse: eu posso, eu vou conseguir.

Empolgado montei sai em busca de editais, precisaria acompanhar a tendência da bancas examinadoras, precisaria prever com esmero quais matérias seriam importantes estudar, além das basiconas de sempre. Imagina só um trabalho que levou praticamente um dia inteiro. Porém estava inabalável, consciente de que tinha o plano perfeito, nada inédito, muitos depoimentos de sucesso serviram de paradigma. Separado matérias, alguns livros adquiridos, exercícios separados, sites especializados, um blog com dicas e notícias sempre atualizadas. Tinha todas ferramentas agora era só começar. E no outro dia comecei, lembro-me bem aquilo era um exemplo de dedicação, mas o tempo....

Ah... o tempo, esse sim nos prega peças. Ou deixamos que eles nos surpreenda, ou ele aproveita nossas brechas e nos empurra ao comodismo. Dito e feito, dias depois, que nada de manter o ritmo. No terceiro dia, eu já tinha reduzido, entrava na internet e distraia, a desculpa, essa nunca ausente da vida do concurseiro: vou relaxar um pouco. Que nada, eu ficava horas. Descansava e cansava novamente, imagine que entre o intervalo de estudos você encontra um amigo e vão relembrando histórias e conversando, por fim, você já passou do horário de dormir, não fez nada...

Mas voltando, hoje decidi me reorganizar. Vou limpar minha mesa, estava cheia de livros, papeis, lápis, bagunçados, fora de ordem. Acho que não posso deixar nada ali mesmo. Isso me desanimou tantas vezes, mais uma desculpa, opa, porém acho que é verdade. Quem vai se animar de sentar numa mesa bagunçada. Até achar o material e começar e ficar tendo que chegar livro pra lá. E procurando outro. Caramba, no fim arrumar a bagunça de minha mesa consumiu mais de 2 horas. Percebi que uma limpeza é fundamental para quem quer recomeçar. Limpe sua mesa, jogue fora os rascunhos velhos, apaga do computador aqueles milhares de PDF’s que nunca usou.Guarde o essencial. Crie um espaço novo, para coisas novas, metas novas. Não será mais fácil assim?

Meu sonho nasceu com os boatos do próximo concurso para o TRE SP. Havia perdido a chance no MPU com seus milhares de cargos aprovado. Comecei na euforia, terminei me frustrando, lentamente definhando, entregando-me às desculpas mais esfarrapadas como: hoje eu estou cansado. Trabalhei muito vou dormir mais cedo. Acho que vou conversar um pouquinho, vou lá depois. Ia nada como citei. Acomodado vi aos poucos minhas reais chances indo embora. Até que esse pesadelo veio para me atormentar. Nesse dia pensei muito sobre isso, preciso pegar firme. Acordar do pesadelo e buscar o sonho.

Um pergunta que me fiz? Onde estou e onde quero chegar?

Retirei todo entulho da minha mesa onde ficava também minhas desculpas. Vou deitar, dormir, descansar, amanhã o recomeço na prática. Hoje foi a teoria, o planejamento estratégico, ainda lembro do MPU estudei tanto, no entanto, desculpas e mais desculpas me impediram, olha ela ai de novo, foram as desculpas mesmo? Ou dormi no ponto e para não passar vergonha inventei um monte delas.
Esse planejamento será reduzido, em vez da estratégia de longo prazo ter metas estipuladas para os próximos cinco anos, infelizmente com edital iminente, torço muito para que eu tenha no mínimo uns 5 meses antes de sair edital. A médio prazo quero cumprir metas semanais por exemplo "x" quantidade de exercícios ou "y" páginas lidas por dia, nada taxativo, apenas estabelecer uma rotina para que não sobre espaço para desculpa entrar em minha vida e roubar meus sonhos. A curto prazo, não tem jeito, é acumular na famosa gíria muitas "HBC" (Horas-Bunda-Cadeira) todo dia, mas tem que ser todo dia mesmo...rumo ao TRE.

Acompanhando minha amiga Cátia, relatando meus dias nessa jornada, inicio hoje esse diário virtual..

Boa noite...
.
.
"Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso."
Fernando Pessoa

10 comentários:

Cleytonfernandes disse...

Vinny mandou bem cara, muito bom, siga em frente nessa jornada difícil, lembre-se que antes da terra prometida temos atravessar o deserto. Você reconheceu os seus erros,esses erros são nossos também. Acredito que todo mundo passar por isso, mas a maioria não tem coragem e ou humildade para assumir que está errando e precisa tomar atitudes. O passo mais difícil é o primeiro, se você conseguir dar o primeiro passo os outros com certeza virão. Enfim, você está de parabéns pelo diário, nota 10. Valeu te desejo muita força e Fé, fica com Deus, TDB.

CatiaPipoca disse...

OLha a Foto do Cley peladão...kkkkk
-
-
-
Vi, puxa vida, havia escrito um comentário enorme e qdo fui publicar pediu minha senha e deu erro, sumiu tudooo...afffff que ódio e meu tempo na net acabou. Em resumo lhe digo que está no caminho certo, qdo assumimos e aceitamos de forma sincera nossas falhas é qdo realmente nos firmamos no caminho e fazemos acontencer. Cmg tem funcionado, e mto, esses dia´rios virtuais, desabafos sinceros nos fazem perceber o que devemos melhorar, e funciona!!
-
Semanalmente, farei tb meu diário virtual sobre o TRE. Aguarde os desabafos...srrrs
-
-
E vms estudar.
-
Adoro vc, querido amigo.

João Lucio disse...

É isso aí amigão. Jamais se abater...o mais importante é saber onde errou e fazer um caminho inverso para não sucumbir novamente. Fé em DEUS sempre ! Felicidades.

Vinny disse...

Obrigado, Cleyton, Pipoca, João pelos comentários. Primeiro dia, acabei deixando muito extenso, mas promessa é ir diminuindo o tamanho dos textos e trazer minhas experiências diárias nos estudos...

Muito mais que um desabafo, que possa ser uma forma de relembrar os aprendizados diários.

E assim vamos melhorando. A cada dia até conseguir a perfeita aprovação dentro das vagas...

Bom final de semana a todos!!! =]

Anônimo disse...

awesome, just pure awesome

Brás disse...

Vinny,
gostei do seu artigo!


Preciso seguir os mesmos passos, com exceção de criar um diário!rs


Que tudo traga resultados positivos para nós!
ABraço



*Identifiquei-me com algumas coisas que vc disse.
Nesta semana, eu tinha jurado que não iria entrar na internet. Pelo menos não no MSN nem em chat...
E o pior é que, quanto mais eu escrevo, mais tenho que escrever.

Deixo uns amigos de lado, mas faço outros.

Tá foda!

O jeito é jogar meu notebook no chão e depois pular em cima.

Talvez seja mais prático um soco como este:

http://www.youtube.com/watch?v=ZLmgjaeOmkk



Só não quebro meu note, porque ainda preciso dele para algumas coisas.


Já que não consigo me livrar da tentação, vou eliminar a causa dela!rs

Anônimo disse...

Viii que lindo! Adorei, você escreve muito bem!

Brás não jogue o Note no Chão não, dá pra mim...rsrs

Cleyton e essa foto pelado ai heim?

Bjs da Flor

Vinny disse...

Brás, que coisa maluca. Não acredito que esse cara assustou tanto assim a ponto de arrebentar a tela do not...caramba...

Muito maluco..

Que bom que gostou, abraços...

Cleytonfernandes disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKK Ave só estava sem camisa, tirei!valeu ;D

Rita Pessoa disse...

Parabéns pelo texto. Tb tenho um diário, onde anoto meu dia a dia de concurseira, mas o meu não é virtual, tenho um diário físico mesmo e adoro, me faz muito bem e tenho certeza que lhe fará tb. Boa sorte nessa sua caminhada! Estou na torcida. Bjs