Mudanças nos concursos federais


Boa tarde, pessoal!

Navegando na Internet encontrei este artigo bem interessante sobre as medidas que o ministério do planejamento irá tomar em relação aos concursos federais.

Mudanças que pretendem garantir a lisura dos certames mais concorridos, que corriqueiramente vemos na mídia, envoltos numa atmosfera de denúncias sobre favorecimentos dos mais variados.
Creio que muitos de nós ficamos sabendo do fato, entretanto, achei válido colocar a notícia na íntegra para os que ainda não tiveram acesso:

"O Ministério do Planejamento anunciou nesta sexta-feira (10) que vai dar início a implantação de uma série de medidas que visam à segurança dos concursos públicos da esfera federal.

Os procedimentos a serem adotados abrangem todas as etapas de um concurso: autorização, contratação de organizadoras, realização das provas, homologação do resultado e nomeação dos aprovados.

As mudanças foram recomendadas por um grupo de trabalho instituído no Ministério após a Polícia Federal identificar, através da Operação Tormenta, realizada em junho deste ano, uma quadrilha de fraudadores de concurso que atuava em todo o país desde 1994, em seleções da própria PF, da Receita Federal e da OAB.

Para reforçar a lisura e a transparência dos concursos está prevista a adoção das seguintes regras:


- prazo maior entre a publicação do edital e a data de realização de prova, atualmente de 60 dias, objetivando uma melhor divulgação das seleções e mais tempo de preparação para os candidatos;


- orientações sobre procedimentos e critérios para a contratação da instituição organizadora do certame, como, por exemplo, a exigência de fiscais designados para acompanhar os contratos em todas as etapas;


- propor ao Congresso Nacional que torne crime o envolvimento em fraudes de concurso e a regulamentação da identificação do candidato pela impressão digital;


- exigir em contrato o treinamento de todos os envolvidos na realização do concurso, o uso de equipamentos de segurança (câmeras, detectores de metal), identificação dos locais e dos responsáveis pela guarda dos cadernos de provas;


- necessidade de prever no edital número mínimo de questões, de incluir questões subjetivas (redação), além de proibir a saída dos cadernos de provas antes dos 15 minutos finais do exame e a formação de uma equipe de inteligência para monitoramento e avaliação dos concursos;


- apuração mais rigorosa da identificação dos aprovados e da documentação por eles apresentada;


- uniformizar procedimentos de segurança em todos os órgãos e entidades do Poder Executivo Federal;


- instituir uma Câmara Técnica, para acompanhamento dos concursos públicos, formada por integrantes de diversos órgãos dos poderes executivo e judiciário."


(Fonte: jcconcursos.uol.com.br)


Como concurseiros, não podemos ficar alheios a esta notícia. Devemos acompanhar bem de perto...

Abraços carinhosos,
IaraCris.

2 comentários:

CatiaPipoca disse...

Iaia, adorei a noticia. Estava na hora de colocar ordem na casa!!

iaracris disse...

Estava mesmo, né Catia? Agora temos que ficar com um olhão bem aberto e acompanhar tudo bem de pertinho...