Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Por William Douglas:Se ainda não passou....




Você que está lendo esta coluna hoje e ainda não passou, saiba que se quiser, se continuar, se corrigir o que é preciso ser corrigido... e se persistir seu "caso de sucesso" poderá estar aqui dentro de algum tempo. Quanto tempo? Não sei, aliás, ninguém sabe, senão Deus. O que sabemos é que passar em concursos é um processo de crescimento, aprendizado e amadurecimento. Quem continua na "fila" um dia passa pelo grande "portal" que é a aprovação, nomeação e posse.

Quando você passa, a primeira coisa que pensa é "Caramba, foi mais fácil do que eu pensei!". Sim, isso é comprovado em minhas pesquisas com mais de 750.000 concurseiros para os quais já falei. Além disso, que é um fenômeno bem peculiar, a vida muda, você passa a ter uma série de prerrogativas, estabilidade, boa remuneração, status, muitas coisas boas, entre as quais a oportunidade de servir ao próximo e tornar esse país mais justo e decente.





Quando falamos em concurso, se você aprender a crer, se organizar, estudar e treinar, é uma esperança bem fundada, uma expectativa justa e lastreada pela observação do que, de fato, acontece no mundo: todos os que fizerem o que precisa ser feito estarão trabalhando no serviço público mais cedo ou mais tarde.

Há centenas de milhares de pessoas que já passaram pelo mesmo caminho onde você está. Há horas em que se cansa, em que nos indagamos se vale a pena, se vai dar certo. A resposta certa: Sim, vale a pena; sim, vai dar certo. Apenas continue pilotando o navio, ok?

E, para se lembrar disso, e se inspirar, aqui vão mais alguns fragmentos de casos enviados para mim por gente como a gente.


Grande professor, amigo, conselheiro... Muitas foram as vezes em que eu "conversava" contigo, através de teus livros, e ficava me perguntando se realmente era concreta essa "história" de concurso público, se efetivamente funcionava.

Aos poucos, porém, fui ganhando experiência, caindo e aprendendo (adoro aquela frase segundo a qual "no concurso, como tudo na vida, é preciso cair e apanhar, para depois se começar a bater!"), e percebi que funcionava sim, para minha enorme alegria e felicidade.

Comecei cedo, é verdade,, com 17 anos, fazendo a inscrição no concurso do INSS. E hoje, passados 4 anos, inicio meu caminho no serviço público, mais precisamente no Poder Judiciário Estadual, pois, depois de 08 concursos, nos quais fui reprovado ou até mesmo aprovado, mas não convocado, chegou minha hora. Fiquei na fila, , aprendi com os erros, chorei com o cansaço, mas a persistência, tuas palavras e, principalmente, a certeza de que algumas renúncias eram apenas temporárias, fizeram-me mais forte e não permitiram que me abalasse. Hoje tenho um salário muito bom em termos de Brasil, principalmente para quem tem apenas 21 anos.

Também acredito na revolução e, absolutamente, transformarei meu metro quadrado (ou lutarei muito para tanto), com humildade e esperança, pois sou um eterno apaixonado pelo serviço público e pelo Direito.

Adoro teus livros, mormente o "Carta aos Concursandos". Tais livros, assim como outros de auto-ajuda que possuo, são responsáveis por fazerem verdadeira "blindagem psicológica", fator que me auxiliou a alcançar esse degrau e ser nomeado neste "cargo-meio" no qual atualmente me encontro.

Tenho em mente a certeza de que muito tenho a evoluir, como ser humano e como servidor, por maiores sejam as barreiras. Afinal, de nada adiantaria se todos os nossos objetivos fossem alcançados com facilidade e rapidez. Todas as conquistas seriam insossas e efêmeras.

Um forte abraço, de quem sempre esteve do teu lado!

(Leandro Ambros Gallon,é Técnico Judiciário Auxiliar)


Essa pessoa aqui em cima pagaram seus "preços" de sonho, trabalho e tempo de dedicação e esforço e, por isso, estão realizadas hoje. Se você seguir o mesmo caminho, também vai passar.

As técnicas de estudo, organização e realização de prova estão nos meus livros, e algumas registradas aqui neste site, ao longo dos artigos. No meu site existem mais técnicas e também um Informativo no qual você pode se cadastrar. Há outras pessoas que também falam sobre essas técnicas, amigos que seguiram a trilha que tive a honra de ser o primeiro a percorrer, há dez anos, quando lancei essa nova "disciplina", essa nova "matéria" (Como passar em provas e concursos). Você pode "conversar" comigo nos meus livros, mas também com Lia Salgado, Carlos André, Alex Viegas, Alexandre e Deme, Waldir Santos, Elyesley Silva...

Está tudo à sua disposição. Como digo no meu livro sobre superação pessoal, A Maratona da Vida, o fato é que: "todo o mundo está à sua disposição, escolha para onde quer ir".

Eu desejo a você, que escolheu o concurso, que continue até o fim. É uma belíssima carreira, vale a pena, é possível. Quando você passar (não disse "se passar", disse "quando passar", repare, pois as palavras que escrevo aqui foram bem escolhidas), teremos algumas outras conversas se me permitir.

Mas, por ora, camarada, apenas quero lembrar que vale a pena, que é possível, que outros como você estão conseguindo e você também pode. Pode, quer e vai conseguir.

Com abraço fraterno, de concurseiro e de "guru",
William Douglas

2 comentários:

Anônimo disse...

Precisa escrever mais alguma coisa?

Acho que não.

Luz e Paz a todos!

Episilone, 21/06/2010

Estudioso disse...

Destaco esta frase do brilhante artigo:

"...todos os que fizerem o que precisa ser feito estarão trabalhando no serviço público mais cedo ou mais tarde."

De fato, tem muito concurseiro que ainda não alcançou a aprovação porque não faz o que precisa ser feito, ou seja, prefere estudar aquela matéria que havia programado para outro dia; assistir à vídeo-aula só depois do jogo do Brasil (e se a seleção perder é capaz que nem assista)...e vai levando com a barriga... assim agindo, só estamos postergando nossa tão sonhada posse no cargo público.
Tenhamos foco e façamos hoje o que precisa ser feito!