MPU,Hoje,na Folha Dirigida.Nos próximos dias,edital .




O concurso para a área de apoio do Ministério Público da União (MPU), um dos mais esperados da esfera federal neste ano, sairá já neste mês, segundo fontes. Embora a expectativa seja divulgar o número de vagas e as áreas dos cargos de técnico (nível médio ou médio/técnico e remuneração de R$4.583,09) e analista (superior e R$7.141,52) nos próximos dias, já se sabe que a seleção será para todo o país, nos quatro ramos do MPU (ministérios públicos Federal, do Trabalho, Militar e do Distrito Federal e Territórios).

Os motivos que tornam o concurso, que será organizado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), tão aguardado, são vários. Além da instituição proporcionar status, estabilidade empregatícia (através de regime estatutário) e ótimas remunerações, ela tem a tradição de convocar muitos aprovados dos cadastros de reserva oriundos de suas seleções.

Para quem tem dúvidas sobre a possibilidade de realização de concursos em anos eleitorais (em outubro, ocorrerão pleitos nos níveis estadual e federal), a legislação apenas determina o prazo legal para contratações de aprovados, não inviabilizando a promoção e a homologação de resultados finais de seleções públicas.
A tendência é que sejam oferecidos cargos similares ao do último concurso, feito entre 2006 e 2007, expirando definitivamente em agosto do ano passado (a validade para a maioria das funções terminou antes, já que, para elas, não foram aplicadas provas práticas, antecipando a divulgação do resultado final).

Na ocasião, os 291 cargos imediatos de técnico foram distribuídos por várias especialidades, com exigência de nível médio puro e médio com curso técnico em áreas como Tecnologia da Informação, Enfermagem e Edificações. A seleção ainda abriu vagas para funções de técnico com curso de formação de atendente de consultório dentário e com carteira de motorista nas categorias "D" e "E".
Já para analista foram oferecidas 162 oportunidades, divididas por graduados em qualquer área, arquitetos, engenheiros, estatísticos, antropólogos, arqueólogos, biólogos, contadores, economistas, médicos, enfermeiros e odontólogos, além de bacharéis em Direito e em Comunicação Social, por exemplo.

Os candidatos (a seleção registrou 397.984 inscritos) tiveram pela frente, no último concurso, exames objetivos, com questões de Conhecimentos Básicos (30 para todos), Conhecimentos Específicos (30 para técnico e analista pericial e 40 para os demais analistas) e Estudo de Caso (dez para analista pericial). Os técnicos de apoio especializado em segurança e transporte ainda realizaram uma avaliação prática.

Nenhum comentário: