Cada problema é um professor (Motivação)

Bom dia!!

Cada problema é um professor

As duas crianças trabalhavam muito na construção daquele castelo de areia com torres, passarelas e passagens internas. Quando estavam quase finalizando o projeto, veio uma onda e destruiu tudo, reduzindo o castelo a um monte de areia e espuma.
Depois de tanto esforço e cuidado, achei que as crianças iriam cair no choro, mas em vez disso, elas correram para a praia, fugindo da água, rindo, de mãos dadas e, imediatamente, começaram a construir um novo castelo.

-------------------------------

Tenho um amigo muito especial chamado Paulinho, que diz: “Cada problema é um professor. A única coisa que mudou é que antes vinha o aprendizado e depois a prova, e agora vem a prova e depois o aprendizado”.
Eu acredito que existem apenas três fatos conclusivos em relação à nossa vida aqui na terra: que nascemos, que o tempo vai passar, e que um dia vamos morrer. Consequentemente, todas as outras coisas são inconclusivas, ou seja, elas são incapazes de transportar ou determinar qualquer resultado em si mesmas.
Apesar disso, nós desenvolvemos uma enorme capacidade de torna-las conclusivas, classificando-as entre “coisas boas” e “coisas ruins” e, consequentemente, reagindo a elas de acordo com essa classificação. A perda de um emprego, uma decepção, uma doença, a demissão de um funcionário ou uma separação, por exemplo, são adversidades e, portanto, são “ruins”. Será mesmo?
A adversidade, dependendo da maneira como reagimos, pode tornar-se tanto um problema como um professor. Talvez não consigamos impedir que elas aconteçam, mas podemos escolher se vamos reclamar ou desistir, ou se vamos encará-la como um desafio, persistir em direção aos nossos sonhos, dar o nosso melhor para superá-la e então aprender com ela, já que essa capacidade de superar adversidades, ao que chamamos resiliência, é uma das competências mais importantes para o ser humano, porque nos ajuda a descobrir que já temos dentro de nós os recursos que necessitamos para lidar com qualquer situação, e quanto mais os utilizamos, mais fortes e autoconfiantes nos tornamos.
Não costumo fazer isso, mas hoje quero propor-lhe um desafio: Se você é humano como eu, é provável que esteja passando por alguma adversidade. Portanto, quero convidá-lo a encará-la como uma oportunidade de crescimento e desenvolvimento; em vez de ficar se perguntando: “Por que isso aconteceu? Por que comigo? O que eu fiz pra merecer isso?”, encare-a como uma oportunidade e pergunte-se: “O que eu posso fazer para superar essa adversidade? O que eu posso aprender com ela?”, e então aja neste sentido. Observe os resultados e depois me conta se fez algum sentido pra você.


Beijos, Luciene Lima.

Quem eu sou começa agora! (Motivação)

Bom dia!


Quem eu sou começa agora

Certo dia, durante a aplicação de uma prova, faltando poucos minutos pra terminar o horário, um aluno me chamou e perguntou:
– Professor, você pode me dar uma folha em branco, por favor? É que eu rabisquei e rasurei tudo por aqui, fiz uma confusão danada em algumas respostas, e preciso passar a prova a limpo antes de entregar.
E apesar do pouco tempo restante, ele passou a prova a limpo, completou a folha em branco, e entregou-a.

------------------------------------------------------------------------------------------------------- 

Todos os dias quando você acorda, Deus também coloca em suas mãos uma folha em branco, para que você a preencha do jeito que quiser, independentemente de como tenha preenchido as anteriores; uma nova chance para fazer diferente e melhor; uma oportunidade para deixar o que aconteceu no passado, e honrar o “presente”, iniciando cada dia pensando: “Quem eu sou começa agora!”.
Como disse certa vez Charles Swindoll, “Quanto mais eu vivo, mais eu percebo o impacto da atitude no mundo em que vivemos. Atitude, para mim, é mais importante do que Fatos. É mais importante do que o passado, do que educação, do que dinheiro, fracasso, sucesso, e qualquer outra coisa que as pessoas possam pensar ou fazer. É mais importante do que aparência ou habilidades. Atitude pode quebrar ou transformar uma empresa, uma igreja, um lar. A coisa mais fantástica do mundo é você ter a liberdade de escolher qual atitude você vai abraçar. Nós não podemos mudar o passado, nós não podemos mudar a maneira das pessoas se comportarem, nós não conseguimos evitar o inevitável; a única coisa que podemos mudar e que depende apenas de nós mesmos é a nossa atitude. Eu estou convencido que a vida é 10% daquilo que acontece conosco e 90% como reagimos ao que acontece conosco”.
Pode ser que até ontem você tenha dado o seu melhor, ultrapassado as metas, entregue bons resultados, e consequentemente recebido elogios, reconhecimento, prêmios e promoções. Ou quem sabe, o seu nível engajamento e dedicação tenha estado bem abaixo daquilo que poderia oferecer, que os resultados tenham sido medíocres, e que até ontem as coisas tenham estado ruins. Enfim, bom ou ruim, tudo isso é passado e, de fato, não importa muito. O que realmente importa é o que você fará daqui pra frente e como preencherá as próximas folhas em branco; se preferirá seguir celebrando as antigas vitórias e lamentando as derrotas do passado, ou se vai encarar de frente os desafios e assim protagonizar a conquista daquilo que tanto almeja.
Lembre-se, a vida é muito curta para ser pequena, por isso, não faça dela um rascunho, porque pode ser que não dê tempo para passa-la a limpo. Então, independentemente do que aconteceu até ontem, comece o seu dia pensando: “Quem eu sou começa agora!”, e faça o seu melhor!


Beijos, Luciene Lima.


Trabalho e entusiasmo (Motivação)

Bom dia!

Trabalho e entusiasmo



Numa fazenda, onde havia um pequeno grupo de trabalhadores desmotivados, certo dia chegou um novo trabalhador que se chamava Zé; Zé era um jovem agricultor em busca de trabalho e, como todos que ali moravam, recebeu para morar uma simples e velha casa enquanto trabalhava na fazenda.
Mas ao ver a casa suja e maltratada, resolveu fazer uma faxina geral. Com parte de suas economias que havia guardado comprou algumas latas de tinta, cuidou da limpeza e, em suas horas vagas, lixou e pintou as paredes da casa com cores alegres, além também de colocar flores nos vasos.
Os outros companheiros de trabalho sempre lhe perguntavam:
– Como você consegue trabalhar tão alegre e sempre cantando ganhando tão pouco?
E o Zé respondia:
– Bem, este trabalho é tudo que eu tenho. Em vez de ficar reclamando, prefiro agradecer por ele. E esta é uma das maneiras que encontrei de agradecer.
E todos admirados, pensavam: “Como ele pode pensar desta maneira?”.
O entusiasmo do Zé, em pouco tempo, chamou a atenção do dono da fazenda, que pensou: “Alguém que cuida com tanto cuidado e carinho da casa que emprestei, certamente cuidará com o mesmo capricho da minha fazenda”.
O patrão foi então até a casa do Zé, e após tomar um café bem fresquinho, ofereceu ao jovem a posição de administrador da fazenda.
Seus amigos agricultores, quando souberam da novidade, comentavam:
– O que faz algumas pessoas serem bem sucedidas e outras não?
E quando estes comentários chegavam os ouvidos do Zé, ele respondia:
– A diferença está no entusiasmo; nossa capacidade de realizar e dar vida nova a tudo que nos cerca, mudando a nossa realidade e a realidade de todos os que estão ao nosso redor.


A palavra entusiasmo vem do grego “en-theos-asm” que significa “sopro de Deus dentro”. Se a respiração é nossa principal fonte de energia física, o entusiasmo é a principal fonte de energia motivacional. O entusiasmo gera uma imensa energia interna, dotada de um ânimo capaz de mover as pessoas adiante, com dedicação, paixão e força criadora, ainda que as condições não sejam as melhores, tanto que a experiência mostra que o sucesso e o êxito estão, na maioria das vezes, relacionados ao nível de entusiasmo das pessoas do que à sua capacitação técnica ou à abundância de recursos.
Quando existe entusiasmo, mesmo as tarefas mais chatas e difíceis são realizadas com empenho, dedicação e alegria. O entusiasmo inspira credibilidade, faz crescer a força de vontade, ajuda a renovar as forças e faz-nos ver a derrota como uma nova oportunidade para começar e fazer melhor.
Mas de onde vem o entusiasmo? O entusiasmo nasce do significado da missão. Se pensarmos em líderes como Madre Teresa de Calcutá e Jesus Cristo, por exemplo, vamos rapidamente identificar que sua causa e sua missão eram o principal motivo de seu entusiasmo naquilo que faziam. Quando as pessoas compreendem a importância e o significado do seu trabalho, e o fazem com entusiasmo, não apenas imprimem sua energia mental, mas aplicam toda a sua força para realizá-lo.

Fonte: http://sucesso.powerminas.com/texto-motivacional-trabalho-e-entusiasmo/

Beijos, Luciene Lima.