Blog da Cátia Pipoca - Dicas de Concursos Públicos

Da série DESABAFOS DE UMA CONCURSEIRA

Várias tentativas, vários quase lá. E várias quedas. Eu sei. Isso acaba enjoando. Acaba aborrecendo. Acaba desanimando.

Então chegam os questionamentos, dúvidas, inseguranças, raiva, e aquele sentimento de frustração e impotência.

Então, estouramos: “Até quando, Deus? Até quando tenho que bater na porta? Senhor, estou sem forças, o tempo aqui na Terra é curto, e eu preciso agora, meus familiares precisam de mim agora e não daqui a dez anos. Não daqui a mais oito, dez, vintém, trinta concursos.”.

Quantas vezes nos pegamos questionando Deus. Quantas vezes nos perguntamos porque tudo é tão difícil.Não vou entrar no mérito de “reveja suas estratégias, trabalhe seus pontos fracos, foque numa área de concurso”. Não. Não é esse o objetivo deste texto.
Mas, vamos a uma reflexão: quando você finalmente chegar onde quer, não terá a total certeza de que este sempre foi onde queria estar?

Quantos são simplesmente levados pela vida, pelos acontecimentos e, por melhor que estejam, não ficam se perguntando se aquele era mesmo o caminho que escolheram? Quantos não dariam tudo para fazer tudo diferente? Quantos hoje estão atrás de uma confortável mesa de escritório, frustrados por não terem sido fotógrafos, atores, bailarinas, costureiras, donos de restaurantes e tudo o mais?

Não, isso não acontecerá com você. Basta observar que a cada degrau que você sobe, a cada tombo que leva, seu desejo de vencer só aumenta. Você já chegou numa fase em que não perde nem muito tempo chorando seus tombos. Trata logo de enxugar suas lágrimas e de pesquisar por novos concursos. E o próximo passo é rever suas metas.

Então, meu amigo, minha amiga, Deus não erra. Ele está simplesmente te moldando, te aperfeiçoando.

Acredite: você, quando vencer – e vai vencer - não vai trabalhar no céu como ajudante de São Pedro auxiliando anjos a chegarem no paraíso. Pelo contrário, vai achar é bastante gente em sofrimento. Gente que já apanhou bastante da vida e, na maioria das vezes, não vai chegar até você com um sorriso no rosto. 

Chegarão exaustos, receosos, desinformados, semblante carregado...e é aí que você vai entrar. Você, com todo o seu entusiasmo. Com sua fé. Com a certeza de que era isso mesmo que foi destinado a fazer.

Quanto à sua idade, bom, não se preocupe, pelas novas regras de aposentadoria você terá muitos anos a trabalhar, acredite. Mas, vamos supor que o seu medo é estudar, estudar, estudar, e morrer pobre... acaso Deus carimbou o seu prazo de validade na sua testa? Você sabe quando será sua vez de partir deste mundo? Não, você não sabe. Então aconselho você a não correr o risco de chegar aos oitenta, noventa anos e ficar resmungando para todo mundo que “devia não ter desistido de estudar quando mais jovem”. Poupe os outros disso e continue estudado agora. Como eu disse, já temos carrancas demais no mundo. Chegue à velhice com um belo sorriso.

Você, quando chegar aos oitenta, vai lembrar que se achava velho/velha aos cinquenta e tantos e vai rir de si mesmo.


Então, chega de se sentir velho ou velha, tá? Deus só está lapidando você. E Ele te ama sim. Não duvide disso.

Lilian Aguiar

Lançamento de livro - Professora Adriana Figueiredo

No dia 6 de agosto houve o lançamento do livro " Gramática comentada com interpretação de textos para concursos" da professora Adriana Figueiredo em São Paulo. O evento, realizado na Saraiva do shopping Paulista, contou com um grande público de fãs e alunos da professora.

Estudar Português não deve ser algo que nos causa medo. O livro demonstra que o estudo da disciplina pode ser simples , revelando uma metodologia que opta pela fixação do conteúdo e de memorização e prática de exercícios, se mostrando como sólida aquisição para aqueles que precisam entender a nossa língua portuguesa e obter sucesso nos concursos públicos. Aprovado!



O livro pode ser encontrado nas maiores livrarias e sites do país.

Técnicas de concentração


QUEM ESTIVER INDISCIPLINADO AINDA, ESTUDANDO POUCO OU DISPERSO OU QUER AUMENTAR AS HORAS DE ESTUDOS ( CONDICIONAR MELHOR O CÉREBRO )
-
-
Usem a técnica Pomodoro
é um tipo de timer criado na década de 80 por Fratchesco Cirilo principalmente para quem sofre de déficit de atenção e hiperatividade 
-
O timer pode ser do celular, relógio ou o próprio APP que dá para baixar no App Store ou afins
-
Comece a fragmentar com 25 minutos, mas antes deve desligar tudo. Fone, tv, internet, ou seja, qualquer coisa que distraia. Quem já estiver conseguindo mais de 25 minutos pode colocar 50 minutos ou conforme aquilo que sabe que consegue e quer ter um pouco mais. Ok? Crie 4 grupos com o tempo que deseja e para cada intervalo apenas 5 minutos de descanso. REGRA: se no timer pensar ou se distrair perdeu o grupo. DEVERÁ RECOMEÇAR DE NOVO
---
tem de insistir. Ok?
-
Mãos a obra.

Como funciona um Coaching aplicado em Concursos