Abrindo a porta (Motivação)


Numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto. Cada vez que fazia prisioneiros, não os matava, levava-os a uma sala, que tinha um grupo de arqueiros em um canto e uma imensa porta de ferro do outro, a qual haviam gravadas figuras de caveiras.
Nesta sala ele os fazia ficar em círculo, e então dizia-lhes:
– Vocês podem escolher morrer flechados por meus arqueiros, ou passarem por aquela porta
Todos os prisioneiros, com medo do que poderia existir atrás da porta, escolhiam serem mortos pelos arqueiros.
Ao término da guerra, um soldado que por muito tempo servira o rei, disse-lhe:
– Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?
– Diga, soldado.
– O que há por trás da assustadora porta?
– Vá e veja.
O soldado então a abre vagarosamente, e percebe que a medida que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente, ate que totalmente aberta, nota que a porta levava a um caminho que sairia rumo a liberdade. O soldado admirado apenas olha seu rei que diz:
Eu dava a eles a escolha, mas preferiram morrer a arriscar abrir esta porta.
Quantas portas deixamos de abrir pelo medo de arriscar? Quantas vezes perdemos a liberdade, apenas por sentirmos medo de abrir a porta de nossos sonhos?


Beijos, Luciene Lima
 

Curso de Memorização e Comportamento


Curso de Memorização e Comportamento (em 3 vídeos):
















Livre-se das crenças limitadoras (Motivação)


Boa parte das travas relacionadas à nossa vida são frutos de um tempo em que a informação não era tão esclarecedora como atualmente; porém, são raízes acomodadas em nosso íntimo: vivem nos lembrando até onde podemos ir e quais os limites de nossas atitudes.
Muita gente ainda tem medo de leite com manga, muita gente ainda desvira chinelo quando está de sola para cima e muita gente que ainda acredita que o difícil vem sempre antes do fácil.
Somos seres construídos por nossas escolhas; portanto, é hora de fazer escolhas que estejam afinadas com nosso jeito de ser, nosso jeito de agir, nosso jeito de pensar e nosso jeito de levar a vida.
Descubra suas crenças limitadoras. Na verdade, você sabe, sim, quais são: elas estão diante de sua vida a todo momento e não permitem que suas realizações se tornem concretas. Porém, seu medo de livrar-se delas é maior do que o de conviver com elas.
Para vencer o medo não é necessário paralisar-se diante dele. Para vencer o medo, precisamos ter a motivação de seguir em frente apesar dele. Pessoas com crenças limitadoras realizam pouco, porque possuem pouca habilidade de buscar resultados; nunca vão além; ” vão sempre só até ali “.
Quando tiver de decidir entre ficar onde está e seguir adiante, decida ir em frente, porque onde se está já é um lugar conhecido e nosso melhor, o sucesso, pode estar no que desconhecemos. As crenças limitadoras se alimentam justamente de nossa acomodação e do fato de fugirmos de onde realmente nossas oportunidades nos aguardam. Essas crenças nos dão uma falsa sensação de segurança, de que tudo está bem e que assim vai continuar; no entanto, a cada momento, constroem uma prisão que seduz o comportamento das pessoas com esperança de liberdade, uma liberdade que nunca virá se não for conquistada com coragem.


Beijos, Luciene Lima. 
 

O obstáculo (Motivação)


Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada. Então, ele se escondeu e ficou observando para ver se alguém tiraria a imensa rocha do caminho. Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele nao mantinha as estradas limpas, mas nenhum deles quis sequer ter o trabalho de mover a pedra dali. De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a rocha dali. Após muita força e suor, ele finalmente conseguiu mover a pedra para o lado da estrada. Ele, então, voltou a pegar a sua carga de vegetais mas notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra. A bolsa continha muitas moedas de ouro e uma nota escrita pelo rei que dizia que o ouro era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho. O camponês aprendeu o que muitos de nós nunca entendeu: 
“Todo obstáculo contêm uma oportunidade para melhorarmos nossa condição”.


Beijos, Luciene Lima.