O jovem e o pote valioso (Motivação)

Um jovem introduziu a mão num valioso porte e estava sofrendo muito sem conseguir tira-la. Várias pessoas tentaram tirar puxando o porte, mas como ele sentia muitas dores e sofria, resolverem enfim quebra-lo.
Ao quebrar o pote, qual não foi a surpresa, pois o jovem tinha a mão cheia de doces e segurava-os firmemente. Desperdiçaram inutilmente um magnífico pote.  Se tivessem usado a inteligência não precisaria quebra-lo.
“Haja o que houver não quero soltar os doces” – foi este apego que feria a sua mão e ainda fez quebrar um pote muito valioso. Realmente é muito perigoso o espírito de apego.
Moral da história: O espírito de apego as pequenas coisas pode lhe custar caro!
A maneira de pegar macacos na Oceania, escrita por Kiumao Nishimura , é bem semelhante a esta historia.
Os nativos daquela região fazem um buraco no coco, ainda no pé, e o macaco introduz a mão no buraco querendo tirar o saboroso conteúdo. O homem sobe na arvore e captura o macaco atarantado que, segurando o conteúdo, não consegue tirar a mão do coco. Se soltasse o que havia pegado, estaria salvo, mas a limitada inteligência do macaco não permite que compreenda essas coisas.
Se aquela pessoa tivesse largado os doces que segurava, tanto a tua mão como o valioso pote estariam salvos. Se o macaquinho tivesse soltado o conteúdo do coco talvez houvesse podido voltar correndo aos braços da querida mãe.
No mercado de trabalho esse tipo de atitude também pode lhe custar caro. Há muitos anos, trabalhei durante algum tempo no escritório de uma pequena indústria. Nela alguns funcionários tinham o costume de parar de trabalhar 15 minutos antes do horário e se preparavam para sair.
Lembro-me que o dono da empresa ficava bastante contrariado com a atitude e quando precisava reduzir o pessoal, mandava embora sempre os que se adiantavam para sair. Uma vez perguntei para um dos funcionários porque ele parava de trabalhar 15 minutos antes de terminar seu horário. Ele respondeu que se espera-se tocar o sinal, acabaria ficando dentro da empresa 15 minutos a mais, sem receber, somente para se limpar e arrumar suas coisas para sair.
Aos olhos da lei trabalhista não sei dizer ao certo quem estava ou não com a razão.  Mas, pelo menos para mim,  o pouco tempo que ele ganhava parando seu serviço mais cedo, não compensava o risco de ser mandado embora de uma empresa que lhe dava um salário razoável e bons benefícios.
Mas algumas pessoas são assim, perdem muito na vida por se apegar demais as pequenas coisas…


Beijos, Luciene Lima.

Seu cavalo pode voar (Motivação)


“Não temas, crê somente” (Marcos 5:36)Um poderoso rei condenou um humilde súdito à morte.
O homem, prestes a ser executado, propôs e teve a concordância do rei, permiti-lo ensinar o cavalo real a voar.
Caso não conseguisse, no prazo de um ano, então sua sentença seria cumprida. “Por que adiar o inevitável?” perguntou-lhe um amigo. “Não é inevitável,” ele respondeu, “as chances são Quatro a um a meu favor. Dentro de um ano:
O rei pode perder o trono.
Eu posso Fugir.
O Cavalo pode fugir.
Eu posso ensinar o cavalo a voar.
Freqüentemente nos vemos diante de obstáculos difíceis e aparentemente impossíveis de transpor.
Por mais que busquemos soluções, elas parecem não existir. O primeiro impulso nos convida a desistir, mas é preciso que jamais esqueçamos que para o nosso amado Deus todas as coisas são possíveis.
Há alguns séculos atrás, costumava-se dizer que o homem jamais poderia voar.
“Se Deus quisesse que o homem voasse, teria lhe dado asas.”
Porém, hoje, em poucas horas o homem atravessa um oceano e vai para outro continente!
Assim como o súdito de nossa estória, aprendamos a olhar a situação com otimismo. Para cada possibilidade adversa, muitas favoráveis poderão ser encontradas, e, com muita fé e determinação, o que parecia impossível logo será realidade.
Não esmoreça nunca. Mesmo que tudo indique o contrário, creia no sucesso: o seu cavalo pode voar!


Beijos, Luciene Lima.

Ponto negro (Motivação)


Um professor entrou na sala de aula e disse aos seus alunos para se prepararem porque haveria uma prova-surpresa.
Todos se arrumaram em suas filas, aguardando apreensivos a prova que viria.
O professor foi distribuindo a prova com a parte do texto virada para baixo, como sempre fazia.
Depois que todos os alunos receberam a prova, o professor pediu que desvirassem a folha.
Para surpresa de todos os alunos, não havia nenhuma pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha.
O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte:
– Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo.
Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa.
Terminado o tempo, o professor recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta.
Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha.
Terminada a leitura, a sala em silêncio, o professor então começou a explicar:
– Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós.
Ninguém na sala falou sobre a folha em branco.
Todos centralizaram suas atenções no ponto negro.
Assim acontece em nossas vidas.
Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros.
A vida é um presente da natureza dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado.
Temos motivos para comemorar sempre!
A natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos. No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro!
O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a decepção com um amigo.
Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos diariamente, mas são eles que povoam nossa mente.
Pense nisso!
Tire os olhos dos pontos negros de sua vida.
Aproveite cada bênção, cada momento que o Criador te dá.
Tranqüilize-se e seja … feliz!
E que todos os dias da semana você tenha uma NOVA FOLHA EM BRANCO, para que possa escrever a sua história sem nenhum ponto negro!!!

Fonte: https://sucesso.powerminas.com/texto-motivacional-ponto-negro/

Beijos, Luciene Lima.